Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar | Diretor explica como Paul McCartney entrou no filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar não conta com a presença de Keith Richards, mas conseguiu outro ícone da música mundial para fazer parte do elenco: Paul McCartney. E em entrevista à Entertainment Weekly, o co-diretor do longa, Joachim Rønning, explicou como conseguiram fazer o ex-Beatles participar do filme.

A ideia principal era contar novamente com Richards, mas um problema de agenda dificultou as gravações. “Nós até escrevemos uma cena para Keith”, iniciou Rønning. “Então nos sentamos com Johnny e fizemos um tipo de brainstorm, como: ‘Ok, quem poderia preencher seus sapatos?’ Porque nós sentimos como se devêssemos ter algo”, explicou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com a ausência de Richards, que interpretou o pai de Jack Sparrow em alguns filmes da série, McCartney se tornou a primeira opção para a equipe do filme. “Devemos honrar a tradição de mostrar um membro da família Jack Sparrow. E fizemos uma lista muito curta, e, claro, no topo da lista estava Sir Paul McCartney”, concluiu o diretor.

Em Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar, a única esperança de sobrevivência para Jack é o Tridente de Poseidon, mas para encontrá-lo ele tem que fazer uma aliança com Carina Smyth (Kaya Scodelario), uma brilhante astrônoma, e com Henry (Brenton Thwaites), um teimoso marujo da Marinha Real.

Comandando o Dying Gull, seu novo e pequeno navio, o Capitão Jack quer não só reverter sua recente má sorte, como salvar a própria vida de uma das ameaças mais formidáveis que já enfrentou.

Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar está nos cinemas brasileiros desde o dia 25 de maio.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio