Mais do que você gosta.

Publicidade

Fome de Poder | Diretor critica ausência de Michael Keaton nas premiações do cinema

Publicado por Redação

03/02/2017 16:17

Fome de Poder, filme sobre o fundador do McDonald’s, e seu protagonista, Michael Keaton, ficaram de fora da briga pelos maiores prêmios do cinema. Algo que não agradou nem um pouco o seu direto, John Lee Hancock.

“É muito decepcionante. Michael [Keaton] realmente merecia [uma indicação]”, reclamou Hancock à Newsweek. “Ninguém sabia da gente. Nós não estávamos nas conversas. As conversas sobre a temporada de premiações começou meses antes e deveriam ter sido feitas de uma forma calculada, mas não foram”.

Continua depois da publicidade

“Diferentes pessoas que estavam no comitê de indicação do Screen Actors Guild viram o filme e me disseram: ‘Este é meu filme favorito do ano. Eu gostaria de ter sabido, eu teria votado em Michael’. Eu não sei como responder isso, a não ser que ninguém soubesse sobre nós”, acrescentou.

Na linha de A Rede Social e Sangue Negro, o longa contará a história de como o vendedor Ray Kroc (Michael Keaton) se aliou a dois irmãos, Richard and Maurice “Mac” McDonald, para lançar o que se tornaria um cadeia de fast food internacional que agora atende 68 milhões de consumidores todos os dias.

Laura Dern (Livre, Jurassic Park) viverá Ethel, a negligenciada primeira esposa de Kroc, de quem ele se divorciou em 1961. Patrick Wilson, Linda Cardellini, Nick Offerman, John Carroll Lynch e B.J. Novak completam o elenco.

Dirigido por John Lee Hancock (Um Sonho Possível), que já comandou a cinebiografia da escirtora P.L. Travers em Walt nos Bastidores de Mary Poppins, Fome de Poder chega ao Brasil em 16 de março de 2017.

Publicidade