Mais do que você gosta.

Publicidade

Opinião

Francis Ford Coppola volta a criticar filmes da Marvel

Diretor de O Poderoso Chefão tem uma clara observação sobre o MCU

Publicado por Bruno Tomé

17/02/2022 16:35

Em uma entrevista para GQ, Francis Ford Coppola voltou a criticar os filmes da Marvel. O cineasta de O Poderoso Chefão está num grupo de diretores como Martin Scorsese que tem suas observações com longas do MCU e de heróis em geral, como da DC.

O aclamado diretor declarou que não aprecia o cinema moderno. Para Coppola, os filmes da Marvel e de outras franquias são apenas uma fórmula que sempre se repete.

Continua depois da publicidade

“Uma vez tinha os filmes de estúdio. Agora, temos os filmes da Marvel. O que é um filme da Marvel? Um filme da Marvel é um protótipo de filme que é feito várias vezes para parecer diferente”, declarou o cineasta.

O diretor de O Poderoso Chefão acha que a tendência está invadindo outros filmes. Francis Ford Coppola colocou longas como Duna e 007: Sem Tempo Para Morrer no mesmo grupo.

“Até mesmo os talentosos. Você pode pegar Duna, de Denis Villeneuve – um artista extremamente talentoso, ou pode pegar Sem Tempo Para Morrer, de Cary Fukunaga – um artista belo e talentoso. Você pode pegar os dois filmes e tirar uma sequência igual deles de carros se batendo. Todos têm isso, eles precisam ter para justificar o orçamento. E são filmes bons, de diretores talentosos”, explicou o cineasta.

Antes, diretor comentou sobre os filmes da Marvel como franquias

As críticas contra os filmes de heróis são antigas. Antes, Francis Ford Coppola tinha comentado sobre as franquias.

As declarações foram feitas em 2019, quando cineastas começaram a falar abertamente sobre os longas da Marvel e da DC e os efeitos deles na indústria do cinema.

“Eu pessoalmente não gosto da ideia de franquias, essa noção de que você pode continuar repetindo o que é essencialmente o mesmo filme só pra ter ganho financeiro – em outras palavras, é essa abordagem seguindo uma fórmula. Sinto que essa abordagem é utilizada para diminuir o risco econômico dos filmes e eu sinto que o ‘fator de risco’ é um elemento que muitas vezes faz com que um filme seja incrível. Acho que essa fórmula utilizada traz mais recursos disponíveis para eles, deixando pouco espaço para produções mais ousadas, reduzindo a diversidade”, explicou o diretor ao Deadline.

Francis Ford Coppola também fez uma analogia curiosa, comparando o cinema à comida.

“Em alguns aspectos, acho que o cinema é como comida; você certamente pode adicionar coisas para torná-la tentadora, gostosa e agradável, mas também tem que ter qualidade nutricional para ser comida de verdade”, opinou o diretor.

Publicidade