Mais do que você gosta.

Publicidade

Revolta

Funcionários da Pixar denunciam censura da Disney sobre conteúdo LGBTQIA+

Disney supostamente corta conteúdo LGBTQIA+ de suas produções

Publicado por Guilherme Coral

10/03/2022 11:25

Funcionários da Pixar denunciaram a suposta postura da Disney em censurar representatividade LGBTQIA+ em suas produções e dos subsidiários.

Isso vem após o CEO Bob Chapek ter divulgado um memorando interno, dizendo que a Disney “apoia inequivocamente os funcionários LGBTQ, suas famílias e comunidades”.

Continua depois da publicidade

O comunicado veio em razão da lei popularmente conhecida “Don’t Say Gay”, que proíbe escolas de discutirem identidade sexual ou orientação com crianças do jardim de infância até a terceira série.

Em um comunicado obtido pelo THR, vários funcionários LGBTQIA+ não identificados da Pixar e seus apoiadores criticaram a resposta da Disney ao projeto de lei “Don’t Say Gay” e dizem que foram “impedidos de criar” + conteúdo inclusivo no passado.

A declaração afirma que a Disney “rasgou em migalhas” qualquer representação LGBTQ+ incluída nos projetos. Os funcionários também destacaram que, apesar do protesto de criativos e membros da equipe de liderança da Pixar, eles foram forçados a cortar “quase todos os momentos de afeto abertamente gays” a pedido da empresa controladora.

“Quase todos os momentos de afeto abertamente gay são cortados pela Disney, independentemente de quando há protestos tanto das equipes criativas, quanto da liderança executiva da Pixar. Mesmo que criar conteúdo LGBTQIA+ fosse a resposta para consertar a legislação discriminatória no mundo, estamos sendo impedidos de criá-lo. Além do ‘conteúdo inspirador’ que nem temos permissão para criar, exigimos ação”.

Descubra onde ver o filme Red: Crescer é uma Fera
Descubra onde ver o filme Red: Crescer é uma Fera

Red: Crescer é uma Fera é a nova produção da Pixar

Leia abaixo a sinopse de Red: Crescer é uma Fera.

“Em Red: Crescer é uma Fera, Mei Lee é uma garota de 13 anos que está dividida entre continuar sendo a filha zelosa de sua mãe e viver o caos da adolescência. Sua mãe protetora, e um pouco autoritária, Ming, nunca está longe dela — o que acaba se tornando uma realidade infeliz para a adolescente.”

“E como se mudanças nos seus interesses, relacionamentos e corpo não bastassem, sempre que ela perde o controle dos seus sentimentos (o que é praticamente sempre), ela se transforma em um panda vermelho gigante.”

Red: Crescer é uma Fera, da Pixar, chega ao Disney+ em 11 de março.

Clique aqui para assinar o Disney+.

Publicidade