Mais do que você gosta.

Publicidade

Boicote

Netflix toma medida importante contra a Rússia

Empresa se posiciona contra invasão à Ucrânia

Publicado por Guilherme Coral

03/03/2022 11:53

A Netflix interrompeu todos os projetos futuros e aquisições da Rússia, em meio à invasão da nação governada por Vladimir Putin à Ucrânia.

Conforme a Variety, a gigante do streaming contava com quatro produções originais russas a caminho, incluindo um thriller dirigido por Dasha Zhuk, que estava em meio ao processo de filmagens e que foi interrompido.

Continua depois da publicidade

A série, ambientada na década de 1990, seria a segunda original da Netflix gravada no país, após Anna K.

Uma fonte próxima à Netflix informou que a companhia está analisando o impacto dos eventos atuais. Com isso, a empresa se junta a diversas outras em boicotar ou cortar relações temporariamente com a Rússia.

Exemplo disso é a The Walt Disney Company, que vai pausar os lançamentos nos cinemas da Rússia, incluindo Red: Crescer é uma Fera, novo filme da Pixar. A Warner Bros. também decidiu não lançar Batman, com Robert Pattinson no país.

Mais medidas contra a Rússia

A Rússia também foi barrada de grandes festivais e premiações. Cannes, por exemplo, não receberá delegações russas ou participantes ligados ao governo.

Na segunda-feira, a exposição de artes Beinnale em Veneza descartou seu pavilhão russo, enquanto o Festival de Cinema de Veneza continua ponderando sua resposta aos pedidos de boicote aos filmes russos no evento.

O Festival de Cinema de Glasgow, na Escócia, adotou uma postura semelhante e decidiu retirar seus dois títulos russos este ano: No Looking Back, de Kirill Sokolov, e The Execution, de Lado Kvataniya.

O Festival de Cinema de Locarno da Suíça, por outro lado, anunciou que exibiria filmes russos em sua próxima edição em agosto

Publicidade