Mais do que você gosta.

Publicidade

História real

Novo filme da Netflix sobre criminoso do Tinder é mais chocante do que parece

Usuários de aplicativos de namoro se surpreendem com a insana trama de O Golpista do Tinder

Publicado por Alexandre Guglielmelli

24/01/2022 21:30

Recentemente, assinantes da Netflix ficaram chocados com o lançamento de O Golpista do Tinder, um documentário sobre um perigoso vigarista que enganou muita gente. Disponível na plataforma, o longa é bem mais surpreendente do que os assinantes imaginam – e conta com reviravoltas do início ao fim.

“Ele se passava por um magnata do ramo dos diamantes, conquistava mulheres na internet e roubava milhões de dólares delas. Agora, algumas vítimas querem vingança”, afirma a sinopse do longa na plataforma.

Continua depois da publicidade

Dos mesmos produtores do arrepiante Don’t F With Cats: Uma Caçada Online, O Golpista do Tinder é um projeto da cineasta Felicity Morris.

Com pouco menos de duas horas de duração, O Golpista do Tinder introduz os espectadores à história do vigarista israelense Shimon Hayut, que supostamente aplicou golpes em múltiplas mulheres utilizando o aplicativo.

Por que O Golpista do Tinder é um dos filmes mais chocantes da Netflix

À primeira vista, é fácil acreditar que o estilo de vida de Shimon Hayut é completamente privilegiado. Mas em uma análise mais profunda, as rachaduras na fachada começam a desaparecer.

O Golpista do Tinder tinha jatinhos particulares, carros de luxo e roupas caríssimas. Sempre acompanhado por guarda-costas e assistentes, ele passava uma imagem de sucesso e riqueza para as vítimas.

Nas primeiras interações com as vítimas no Tinder, Shimon oferecia encontros caros e viagens luxuosas. As vítimas viajavam pelo mundo no jatinho do golpista e passavam com ele noites inesquecíveis.

Dessa forma, elas se apaixonavam rapidamente pelo vigarista, que também contava com um impressionante charme pessoal.

Após conquistar a confiança, e até mesmo o amor, das vítimas, Shimon passava a aplicar golpes, sempre fazendo as mulheres acreditarem que ele precisava de ajuda.

“Ele agia como se estivesse realmente em perigo, e mandava vídeos para as mulheres pedindo dinheiro para salvar a própria vida”, afirma o site TheThings.

Os vídeos, normalmente, mostravam Shimon ferido e coberto de sangue. Dessa forma, as vítimas eram incentivadas a transferir todas as economias para o golpista, além de pedir empréstimos para custear seus luxos.

O Golpista do Tinder, na Netflix, conta com entrevistas com vítimas do trapaceiro e envolvidos na investigação.

Uma das entrevistadas é a norueguesa Cecile Fjellhøy, que junto com outra mulher enganada por Shimon, decidiu investigar a história e levar o golpista à Justiça.

Após denúncias de diversas vítimas, Shimon foi processado por fraude, roubo e falsificação de documentos, mas não chegou a aparecer no tribunal.

Posteriormente, Shimon foi condenado por três crimes de fraude em 2015. Pedidos de prisão foram emitidos em Israel, Suécia, Alemanha, Dinamarca, Noruega e Inglaterra.

Em 2019, Shimon foi preso pela polícia grega e extraditado para Israel, onde foi condenado a 15 meses de prisão por roubo e fraude.

Mas a prisão do Golpista do Tinder esconde uma reviravolta chocante, e para saber o que acontece com ele, só assistindo ao documentário da Netflix.

O Golpista do Tinder está disponível na Netflix.

Publicidade