Mais do que você gosta.

Publicidade

Bastidores

Roteirista queria matar personagem “insuportável” em Batman 2 de Tim Burton

Filme de 1992 poderia ter sido diferente

Publicado por Karol M.

27/04/2022 19:13

Batman: O Retorno, lançado em 1992, se tornou uma das clássicas sequências cinematográficas ao dar continuidade à franquia do Batman, dirigida por Tim Burton. No entanto o roteirista do filme, Daniel Waters, tinha outros planos em mente.

O longa contou com o retorno de Michael Keaton ao papel de Batman e apresentou como o ator Danny DeVito como o novo vilão da trama, Pinguim.

Tim Burton estava relutante em voltar para a franquia, mas Daniel Waters o convenceu com seu roteiro talentoso. Devido a isso, eles tiveram que concordar que Batman 2 não teria nada a ver com o primeiro filme, e isso levou o roteirista a manter vivo um personagem que ele queria poder matar.

“Não recebi diretrizes de Tim Burton – apenas que ele queria que Batman: O Retorno não tivesse nada a ver com o primeiro Batman. Para ser honesto, não sou fã do primeiro Batman de Tim Burton. Há um personagem interpretado por Robert Wuhl, um repórter, que eu realmente não suportava. Eu queria ter uma cena em O Retorno onde ele fosse crucificado contra o Bat-Sinal. Mas Tim Burton disse: ‘Não. Não traga o primeiro [filme] de forma alguma. Apenas faça algo completamente diferente.'”

Batman 3 de Tim Burton não aconteceu por causa do McDonald’s

Após o sucesso do primeiro filme, a Warner fez um grande acordo com a rede de fast-food McDonald’s, que incluiria lançar uma coleção de brinquedos de Batman: O Retorno para o McLanche Feliz.

No entanto, o filme faturou US $ 150 milhões a menos que seu antecessor, e as críticas negativas não ajudavam em nada nas bilheterias.

Além disso, vários pais criticaram brinquedos inspirados no filme, incluindo os do McDonald’s, afirmando que eles estavam muito sexualizados para o público infantil. Com isso, o McDonald’s forçou a retirada da linha.

Frente a toda essa polêmica, a Warner Bros demitiu Tim Burton e trabalhou em seu próprio terceiro filme, Batman Eternamente (1995), que deixou de lado o tom sombrio para uma versão caricata, mais inspirada na série de Adam West, e com atores diferentes no elenco.

Você sabia dessa história?

Publicidade