Mais do que você gosta.

Publicidade

Drama

Trágico filme da Netflix indicado ao Oscar é baseado em história real

The Hand of God - A Mão de Deus se inspira nas experiências do diretor Paolo Sorrentino

Publicado por Redação

20/02/2022 09:30

The Hand of God – A Mão de Deus, filme italiano da Netflix, é um dos indicados ao Oscar 2022, concorrendo como Melhor Filme Estrangeiro. Dirigido pelo premiado cineasta italiano Paolo Sorrentino (A Grande Beleza), o filme emociona assinantes com uma história tocante, agridoce e relativamente trágica. Quem já conferiu o longa quer saber: The Hand of God é baseado em uma história real?

“Na Nápoles dos anos 80, um jovem louco por futebol se vê diante de uma tragédia familiar que define seu futuro incerto, porém promissor, como cineasta”, afirma a sinopse oficial do longa.

Continua depois da publicidade

O filme italiano conquistou imediatamente a crítica especializada, atingindo 81% de aprovação no Rotten Tomatoes e acumulando elogios pela abordagem de sua temática e por sua narrativa sensível – além do Oscar, conquistou uma indicação ao Globo de Ouro.

O elenco de The Hand of God – A Mão de Deus é formado por Filippo Scotti, Toni Servillo, Teresa Saponangelo, Marlon Joubert, Luisa Ranieri, Renato Carpentieri e outros astros da Itália.

The Hand of God é baseado em uma história real?

Como muitos espectadores já desconfiavam, The Hand of God é baseado em uma história real. Na verdade, o filme adapta para as telas algumas das mais importantes experiências e eventos da adolescência de Paolo Sorrentino.

A Mão de Deus é o filme mais intimista da carreira do cineasta, já que mostra um dos períodos mais traumáticos de sua vida.

Quando Paolo Sorrentino era adolescente, seus pais morreram por envenenamento de monóxido de carbono na residência da família. O diretor só escapou pois estava assistindo a uma partida de Maradona no Estádio de Nápoles.

Em uma entrevista recente, Sorrentino revelou que já planejava produzir um filme semi-biográfico há cerca de uma década, mas que só agora tomou coragem para revisitar as partes mais traumáticas da juventude.

“Nos últimos três anos, comecei a pensar que uma história pessoal como essa poderia ser interessante para o público”, comentou o diretor.

Paolo Sorrentino na produção de A Mão de Deus

Para produzir A Mão de Deus, Paolo Sorrentino retornou à cidade natal de Nápoles, a qual não visitava há um bom tempo. Embora o filme seja baseado na adolescência do cineasta, certos aspectos foram modificados com uma boa dose de liberdade criativa.

“A realidade é apenas um ponto inicial para a história. Precisamos reinventá-la. Aqui em Nápoles, nós temos uma maneira divertida de recriar memórias. É algo que eu ‘roubei’ daqui e levei para a vida”, comenta o diretor no documentário “The Hand of God: Pelos Olhos de Sorrentino, lançado juntamente com o drama.

Uma das mudanças mais importantes de A Mão de Deus está no nome do protagonista. O personagem principal, embora baseado em Sorrentino, se chama Fabietto Schisa.

Em uma das cenas mais significativas do filme, Fabietto conversa com o lendário cineasta italiano Antonio Capuano – o mentor de Sorrentino na vida real.

Outro diretor italiano mencionado no filme é Federico Fellini, responsável por filmes memoráveis como I Vitelloni e 8½. Mas foi Roma, de Alfonso Cuarón (disponível na Netflix) que inspirou Paolo Sorrentino a produzir seu décimo filme.

Dessa forma, embora Fabietto e sua família sejam completamente fictícios, servem como veículos para Sorrentino contar sua própria história.

O Oscar 2022 acontece em 27 de março. The Hand of God – A Mão de Deus está disponível na Netflix; veja abaixo o trailer.

Publicidade