O velho dilema da guerra dos sexos já está cansado e ultrapassado, mas pelo menos em uma área, vale a pena medir forças entre homens e mulheres: os games. Isso para desmistificar de vez o mito de que as meninas simplesmente não jogam tão bem quanto os caras.

Em um estudo recente (veja aqui o relatório completo), 10.000 jogadores americanos e chineses foram testados em dois RPGs: EverQuest II nos EUA e Chevalier’s Romance III na China. A conclusão é a que já esperávamos: as mulheres se deram tão bem quanto os homens.

O estudo mediu o aumento de nível de cada um dos jogadores e o crescimento das habilidades de seus personagens. Os elaboradores do relatório ainda indicam que as mulheres procuram objetivos diferentes dos homens: enquanto eles buscam lutar e subir de nível diretamente, as moças curtem a parte social do jogo, interagindo com outros jogadores e assumindo posições dentro de grupos, ao invés de jogarem sozinhas.


Ou seja, mesmo tendo isso em consideração as mulheres evoluíram com a mesma velocidade e eficiência que os homens! A conclusão só pode ser uma: na real, elas são mesmo é melhores que eles.