La La Land está se preparando para trazer o musical de volta à voga mais uma vez – campeão de prêmios no Globo de Ouro 2017 e um dos mais fortes concorrentes ao Oscar, o filme chega ao Brasil nesta quinta-feira, 19 de janeiro.

La La Land, Moulin Rouge e os muitos renascimentos do musical

O filme estrelado por Emma Stone e Ryan Gosling remonta a uma época em que o jazz era o ritmo em voga, e os musicais dominavam Hollywood.


Aproveitando o tema, confira nossas escolhas para os 10 melhores musicais clássicos do cinema:

10) Mary Poppins (1964)

Esse clássico da Disney trouxe músicas viciantes, Julie Andrews em uma atuação inesquecível e uma mistura charmosíssima entre animação e atores reais. Absolutamente essencial.

9) Ritmo Louco (1936)

Ah, Fred Astaire e Ginger Rogers! Esses dois fizeram a cabeça de Hollywood durante a primeira era de ouro dos musicais, e o envolvente e delicioso Ritmo Louco talvez seja seu filme mais divertido juntos.

8) Agora Seremos Felizes (1944)

Sucesso de Vincente Minnelli, esse pouco convencional musical marcou época e trouxe a maravilhosa Judy Garland (O Mágico de Oz) em seu primeiro papel adulto – no processo, levou 4 indicações ao Oscar.

7) Natal Branco (1954)

Esse musical natalino do diretor Michael Curtiz (Casablanca) trouxe canções divertidas e românticas, e um dos astros mais celebrados da época, Bing Crosby, em seu mais memorável papel musical.

6) Amor, Sublime Amor (1961)

O versátil e talentosíssimo Robert Wise trouxe Amor, Sublime Amor para as telonas como um vibrante conto multicultural que levou nada menos que 10 Oscar, feito superado apenas por Ben-Hur, Titanic e O Senhor dos Aneis: O Retorno do Rei.

5) A Noviça Rebelde (1965)

Outro filme de Wise, A Noviça Rebelde consagrou Julie Andrews como a estrela de musicais definitiva de Hollywood e marcou época com uma das trilhas-sonoras mais viciantes da história.

4) Minha Bela Dama (1964)

Audrey Hepburn soltou a voz (ou quase isso, porque na verdade ela foi dublada na maioria das músicas) em Minha Bela Dama, um conto envolvente sobre diferenças de classe cantado em músicas inesquecíveis.

3) Funny Girl – A Garota Genial (1968)

Abram espaço para Barbra Streisand, que causou comoção ao interpretar a comediante Fanny Brice nessa biografia musical, de onde saiu uma das mais espetaculares canções de musicais: “Don’t Rain on My Parade”.

2) O Mágico de Oz (1939)

Essa mega-produção é notável por não ter envelhecido nem um ano desde 1939. Ela ainda é tão encantadora, esperta e empolgante quanto era mais de 70 anos atrás.

1) Cantando na Chuva (1952)

No entanto, na história dos musicais, nada é mais memorável do Gene Kelly e seu número icônico em Cantando na Chuva, talvez o musical mais lembrado, referenciado e amado do mundo.