De Titanic a O Rei Leão: 10 mortes cinematográficas que ainda não superamos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É difícil um filme nos dar tempo para respirar e sentir de fato o luto quando um de seus amados personagens morrem – afinal, cada produção tem em torno de 2 horas, e não dá para desperdiçar tanto tempo.

Game of Thrones ou The Walking Dead: Quem mata mais?

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por causa disso, ou simplesmente pela crueldade de suas mortes, nós nunca superamos os 10 personagens falecidos abaixo:

Rue (Jogos Vorazes)

Sabemos que Katniss precisou da morte de Rue para se tornar a heroína motivada que conhecemos, mas mesmo assim doeu ver a adorável e esperta tributo do Distrito 11 sucumbir bem na nossa frente.

Thomas (Meu Primeiro Amor)

Um daqueles famosos “filmes infantis que não são para crianças”, Meu Primeiro Amor quebrou o coração de toda uma geração com a morte do personagem de Macaulay Culkin.

Goose (Top Gun)

Muitos fãs de Top Gun negam a morte do melhor amigo de Maverick até hoje, mas a verdade é que não queremos aceitar que esse clássico ficou marcado pela tragédia.

Ellie (Up)

A montagem devastadora no começo de Up – Altas Aventuras nos mostrou que a Pixar não tem medo de quebrar nossos corações – e de compor uma das faixas de trilha sonora mais marcantes do século.

Han Solo (Star Wars: O Despertar da Força)

Harrison Ford queria que Han Solo morresse no final de O Retorno de Jedi – e finalmente conseguiu o que queria em O Despertar da Força, criando uma das cenas mais chocantes de 2015.

A mãe de Bambi (Bambi)

A primeira das mortes da Disney na nossa lista traumatizou audiência nos anos 40 – a mãe do personagem título de Bambi deixou crianças chocadas.

Jack (Titanic)

Essa morte é ainda mais devastadora porque, como provaram muitos estudos desde então, Jack poderia caber na porta em que Rose flutuou para a salvação.

Marley (Marley & Eu)

Você sabia que ia acontecer, mas isso não significa que você não chorou: a morte do adorável cachorro título de Marley & Eu devastou todo mundo duas vezes – no livro e no filme.

Ben (A Noite dos Mortos-Vivos)

Se você é um cara heroico nos filmes de zumbi de George A. Romero, sua recompensa é ser cremado em uma fogueira junto com os mortos-vivos – é o famoso karma do cinema de terror, que não poupa ninguém.

Mufana (O Rei Leão)

Uma das mortes mais famosas de todos os tempos, essa tragédia que abalou Simba em O Rei Leão e deu (temporariamente) a vitória ao maligno Scar não sai das nossas memórias.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio