8 cenas icônicas que quase ficaram de fora dos filmes

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O processo de fazer um filme é cheio de decisões difíceis. Seja você o diretor, cinematógrafo, ator ou editor, cada escolha precisa ser pensada para aumentar o impacto do filme no espectador, e às vezes a dúvida sobre a decisão certa pode ser dolorosa.

Abaixo, veja 10 cenas icônicas que quase foram cortadas de seus filmes:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

1. Darth Vader ataca – Rogue One: Uma História Star Wars (2016)

Sabemos que Rogue One passou por muitas refilmagens após o roteirista e diretor Tony Gilroy assumir o lugar de Gareth Edwards na pós-produção. Uma das cenas adicionadas no último minuto foi esse ataque de Darth Vader, massacrando um grupo de soldados rebeldes.

2. Atravessando a Lua – E.T. – O Extraterrestre (1982)

Originalmente, Steven Spielberg queria que o filme tivesse um final sombrio, com o E.T. morrendo no cativeiro do governo. Após as primeiras exibições testes, no entanto, o diretor atendeu o clamor do público e criou um novo final, que incluía a hoje icônica cena do E.T. e seu amigo humano voando de bicicleta e atravessando a Lua.

3. Beijo de espaguete – A Dama e o Vagabundo (1955)

Walt Disney não queria que a cena mais conhecida do filme entrasse no corte final. De fato, o presidente do estúdio chegou a descartar storyboards para a sequência – foi pela insistência dos outros produtores que o romântico momento entrou no filme.

4. “Adrian!” – Rocky: Um Lutador (1976)

O final do filme originalmente seria mais “triunfante”, com Rocky sendo carregado pela plateia até Adrian e a beijando. Na hora, porém, não sobrou dinheiro para contratar figurantes, e uma cena mais íntima foi filmada ao invés disso, incluindo o clássico grito do lutador para sua amada.

https://www.youtube.com/watch?v=wuEga-e5_6M

5. Terra de ninguém – Mulher-Maravilha (2017)

A diretora Patty Jenkins teve que brigar com os produtores para manter a melhor cena de ação do filme. Segundo ela, os produtores não entendiam “o objetivo” da cena, visto que não veríamos Diana lutando contra um vilão pontual: “É uma cena sobre ela se tornando Mulher-Maravilha, não sobre ela matando alemães”.

6. Montagem chorosa – Up: Altas Aventuras (2009)

A Disney não queria deixar a Pixar manter uma pequena parte da montagem mostrando a vida de casados de Ellie e Carl – mais especificamente, aquela em que o casal descobre que não poderão ter filhos. O diretor Pete Docter teve que brigar com o estúdio para manter a história dos dois como foi originalmente concebida.

7. Parte do Seu Mundo – A Pequena Sereia (1989)

O presidente da Disney na época, Jeffrey Katzenberg, achava a música muito entediante. Reza a lenda que Katzenberg viu uma criança em uma exibição teste derrubando sua pipoca, e achou que a cena estava lhe provocando sono.

8. “Além do Arco-Íris” – O Mágico de Oz (1939)

Louis B. Mayer, o segundo M da MGM, não queria deixar que “Over the Rainbow” entrasse no corte final do clássico O Mágico de Oz – isso porque ele considerava a música “muito deprimente”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio