9 planos da Disney para tomar conta da indústria do entretenimento

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Recentemente, fomos surpreendidos com a impactante notícia de que a Disney confirmou uma nova trilogia Star Wars em sua rede própria de Streaming, que virá para competir com tudo com outros grandes do mercado. Porém, o que mais a Disney estaria planejando para o futuro da indústria?

Muitas pessoas experientes no mercado já afirmaram algumas vezes que a maior previsão para os próximos anos, é de que a Disney tome conta da indústria de entretenimento ainda mais. Uma vez que investimentos têm sido feitos e preparados de todos os lados para que tudo venha na mesma época.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E para explicar melhor a situação, vamos te situar melhor no que está acontecendo, e em quais são exatamente os planos do estúdio para monopolizar a indústria.



Streaming da Disney

Foi anunciado que a Disney planeja lançar seu próprio serviço de Streaming em 2019, e levará consigo absolutamente todas as produções Disney que estão em outras redes. Defensores é um exemplo de série que será retirada da Netflix e será incluída no próprio catálogo desse futuro serviço.



Novas séries

Além de retirar todas as suas séries e filmes da Netflix, a Disney ainda irá produzir seu próprio conteúdo original. o CEO da empresa já afirmou que quatro novas séries originais já estão encaminhadas para produção. Dentre essas produções, estão incluídas séries muito desejadas, como a de Star Wars, a de Monstros S.A e até de High School Musical.

Multiverso Star Wars

Já foi dito que a Disney planeja realizar uma nova série sobre o universo Star Wars, mas só de pensar que todo o multiverso Star Wars é de domínio da Disney, e que o mesmo poderá em seu futuro serviço de streaming, os concorrentes já podem tremer de medo. Além do claro domínio que está por vir via streaming, Star Wars também é uma das franquias com a bilheteria mais consolidada da história. O Despertar da Força inclusive é a terceira maior bilheteria da história. E ainda há muito para explorar entre livros, séries, filmes, animações, e etc.

Direitos da Fox

Nesta semana surgiu a notícia sobre a possibilidade de que a Disney comprasse os direitos da Fox. De acordo com alguns jornalistas, a empresa estuda comprar os direitos veiculados da Fox por um preço bastante alto. Se isso se concretizar, a Disney ficaria também com uma das maiores bilheterias da histórias, Avatar, além de Alien e também X-Men. Se isso acontecer, a Disney também poderá finalmente misturar o Universo Cinematográfico Marvel com os X-Men.

Clássicos virando filmes

Uma outra estratégia que têm feito um sucesso absurdo é a versão com atores de filmes clássicos. A Bela e a Fera foi o último grandioso exemplo, e rendeu uma bilheteria fantástica, e ainda há muito por vir. Já foi confirmado que Aladdin, O Rei Leão, Dumbo, Mulan, e outros clássicos ganharão suas versões com atores em breve.



O Fator Marvel

Depois de 17 filmes, era de se esperar que o público pudesse começar a cansar da fórmula do Universo Cinematográfico Marvel. Muito pelo contrário. A bilheteria de Thor: Ragnarok, por exemplo, está alcançando números grandiosos, e teve uma das melhores avaliações dos críticos em 2017. O sucesso do Universo Cinematográfico parece estar em seu ápice, e muito mais ainda está por vir.

D23 e The Star Wars Celebration

Sabemos que existem eventos extremamente populares como a San Diego Comic-Con, palco de diversas revelações, novidades e entrevistas. Mas recentemente, a Disney está popularizando seus próprios eventos. A D23 por exemplo, existe desde 2009, mas cada vez mais têm atingido maiores níveis de público. A Star Wars Celebration acontece há mais de 15 anos, mas com a grande “volta” de Star Wars nos últimos anos ao grande público, o evento também está ganhando cada vez mais público.

Animações Premiadas

A Disney não abandonou suas famosas “animações para família”, mas cada vez mais animações representativas e com um alto teor reflexivo estão sendo lançadas. Frozen, Moana e Divertidamente são ótimos exemplos de animações com o viés mais “cabeça” que saíram nos últimos 4 anos. Além desse teor, as três foram premiadas acima da média.

Reinvenções

A Disney está reinventando franquias que já estão caindo no desgosto do público e da crítica. É bem provável que Piratas do Caribe, por exemplo, não ganhe mais versões com Johnny Depp, e a franquia tome outro rumo. O mesmo acontecerá com Indiana Jones, que ganhará um rosto totalmente novo em 2020. Mas no caso de Indiana, é apenas uma revitalização para trazer de volta a franquia, enquanto Piratas do Caribe têm sofrido problemas de todos os lados.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio