As 10 mortes mais dolorosas das séries de TV em 2017

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

2017 foi um ano terrível em muitos sentidos, mas os viciados em séries têm também motivo para estarem em luto nesse ano.

10 inesperados sucessos de bilheteria de 2017

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Trata-se de um dos anos mais letais da história das séries de TV. 2018 nos deixou sem alguns dos nossos personagens mais amados em várias séries.

Confira as 10 mais chocantes mortes da TV no ano:

10) BELLE (Once Upon a Time) | A personagem de Emilie de Ravin retornou à série para um último capítulo, que finalizou sua história de forma emocional, comparada por muitos à montagem inicial de Up – Altas Aventuras (2009), da Disney. Na cena, vemos Belle envelhecendo de forma acelerada e acompanhamos seus últimos momentos ao lado do amado Rumple.

9) TOM KEEN (The Blacklist) | O marido da protagonista Liz passou por uma jornada cheia de altos e baixos na série, mas havia se redimido e vivia com a esposa quando o vilão Ian Garvey, buscando uma maneira de chantagear Red, atacou os dois. Red chega para salvá-los um pouco tarde demais, com Liz acordando de um coma 10 meses depois para descobrir que Tom estava morto.

Sasha em The Walking Dead

8) SASHA WILLIAMS (The Walking Dead) | A guerreira Sasha morreu de forma heroica em mais uma tentativa de parar o vilão Negan – levada por ele em um caixão para chantagear Rick, Sasha toma uma pílula fatal e, quando o vilão abre o caixão, quase consegue matá-lo, já transformada em zumbi. Um final digno para uma ótima personagem.

7) MARTIN STEIN (Legends of Tomorrow) | O amado Dr. Stein foi a vítima do crossover entre as séries da DC na CW em 2017 – ao lutar contra os nazistas da Terra-X, ele levou um tiro, mas foi capaz de puxar uma alavanca que permitia a escapada dos colegas de time. Como um último ato heróico, o Dr. Stein bebeu um antídoto que o separava definitivamente de Jax, a fim de que ele não morresse junto.

Viserion em Game of Thrones

6) VISERION (Game of Thrones) | Curiosamente, essa é a primeira (mas não última!) morte de personagem não-humano na nossa lista, provando que 2017 foi um ano especialmente mortal para animais, lendários ou não. Viserion, um dos três dragões de Daenerys, foi abatido pelo terrível Rei da Noite quando a Mãe dos Dragões chegou para salvar Jon Snow e companhia Além da Muralha – agora, ele é um dragão zumbi que cospe fogo azul!

5) SRA. S (Orphan Black) | A série de ficção científica não passaria seu último ano sem pelo menos uma morte dramática – e a “honra” caiu sobre a amada Sra. S, mãe adotiva de Felix e Sarah, uma verdadeira “mulher casca grossa” que ainda levou um vilão consigo para o túmulo antes de sucumbir, docemente olhando para uma foto de seus queridos filhos adotivos.

4) A MULHER DO TOCO (Twin Peaks) | A atriz Catherine Coulson, faleceu em setembro de 2015, aos 71 anos, após longa luta contra o câncer. Como forma de homenageá-la no que ela sabia ser sua última performance, David Lynch filmou cenas em que a Mulher do Toco conversa com Tommy, ajudando o Departamento de Polícia de Twin Peaks – em sua última aparição, vemos a personagem morrer.

Ezekiel e Shiva em The Walking Dead, 7ª temporada

3) SHIVA (The Walking Dead) | A segunda morte de personagem não-humano na nossa lista, e também a mais devastadora, foi a de Shiva, a fiel companheira do Rei Ezekiel em The Walking Dead. Tentando proteger seu dono e outros amigos de uma horda de zumbis tóxicos, Shiva acabou sucumbindo no meio da oitava temporada – cruel!

Sean Astin em Stranger Things

2) BOB NEWBY (Stranger Things) | Impossível formular essa lista sem incluir Bob, o rapidamente conquistador personagem de Sean Astin na segunda temporada de Stranger Things. Sua morte nas mãos de vários Demo-Dogs representou uma virada definitiva na temporada e foi um dos seus momentos mais trágicos e tocantes.

1) WILLIAM HILL (This is Us) | Ninguém mais poderia estar no topo dessa lista. Ao nos despedirmos de William em “Memphis”, antepenúltimo episódio da temporada de estreia de This is Us, a série aplicou seu golpe emocional mais doloroso e bem executado até hoje. É um episódio emocionante e complexo, que merece ser visto e revisto.

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio