Em pleno janeiro, a corrida para o Oscar 2018 está mais do que quente – mesmo que o Globo de Ouro, que acontece nesse domingo (07), várias indicações e premiações já foram concedidas, e os favoritos estão (mais ou menos) claros.

Abaixo, analisamos cada uma das principais categorias para eleger os que mais provavelmente levarão a estatueta. Antes, no entanto, deixaremos aqui algumas datas chave para você acompanhar a temporada de premiações:

11 de janeiro – Critics Choice Awards 2018 (indicados)
11 de janeiro – Anúncio dos indicados ao DGA Awards 2018 (Sindicato dos Diretores)
20 de janeiro – PGA Awards 2018 (Sindicato dos Produtores, indicados)
21 de janeiro – SAG Awards 2018 (Sindicato dos Atores, indicados)
23 de janeiro – Anúncio dos indicados ao Oscar 2018
26 de janeiro – ACE Eddie Awards 2018 (Sindicato dos Editores, indicados)
3 de fevereiro – DGA Awards 2018
11 de fevereiro – WGA Awards (Sindicato dos Roteiristas, indicados)
18 de fevereiro – BAFTA Awards 2018
3 de março – Independent Spirit Awards 2018 (indicados)
4 de março – Oscar 2018


Agora confira nossas apostas:

MELHOR FILME | O favorito no momento é Me Chame Pelo Seu Nome, de Luca Guadagnino, que venceu Melhor Filme entre os críticos de Los Angeles e no Gotham Awards, e tem a vantagem de ser o longa com nota mais alta entre a crítica. Lady Bird, de Greta Gerwig, se parece cada vez mais com o único concorrente do filme, especialmente após vencer o prêmio principal entre os críticos de Nova York. Corra!, de Jordan Peele; e Três Anúncios Para um Crime, de Martin McDonagh, correm por fora. The Post – A Guerra Secretade Steven Spielberg, não é mais tão forte quanto parecia antes.

Lady Bird

MELHOR ATRIZ | Aposte suas fichas na jovem Saoirse Ronan saindo com o seu primeiro Oscar por Lady Bird. Ela levou prêmio dos críticos de Nova York e conquistou o Gotham Awards, além de ser a mais lembrada entre as concorrentes nas premiações ainda não entregues. Frances McDormand (Três Anúncios Para Um Crime) pode ganhar um empurrãozinho no final da corrida, mas esqueça a possibilidade de Sally Hawkins (A Forma da Água), Margot Robbie (Eu, Tonya) e Meryl Streep (The Post) conseguirem algo além de uma indicação.

Timothée Chalamet, à frente, em Me Chame Pelo Seu Nome.

MELHOR ATOR | Aposte em mais um vencedor jovem com Timothée Chalamet levando por Me Chame Pelo Seu Nome – o garoto venceu prêmios das associações de críticos de Nova York e Los Angeles. James Franco (Artista do Desastre) foi lembrado em mais premiações do que seus concorrentes, mas dificilmente vai levar a estatueta. Daniel Kaluuya (Corra!), Daniel Day-Lewis (Trama Fantasma) e Gary Oldman (O Destino de Uma Nação) correm por fora.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE | A polarização Lady Bird/Me Chame Pelo Seu Nome continua, com o filme de Greta Gerwig tomando a frente com a coadjuvante Laurie Metcalf, premiada no National Board of Review e na Associação de Críticos de Los Angeles. Allison Janney (Eu, Tonya) tem alguma chance de estragar a festa, com Mary J. Blige (Mudbound) e Holly Hunter (Doentes de Amor) correndo por fora.

MELHOR ATOR COADJUVANTE | Quebrando a hegemonia dos dois filmes principais, o veterano Willem Dafoe deve comemorar seu primeiro Oscar por Projeto Flórida – ele foi o escolhido nas premiações de Nova York e Los Angeles, além do National Board of Review. Sam Rockwell (Três Anúncios Para Um Crime) começou a corrida forte, mas deve só fazer figuração em 4 de março, enquanto Armie Hammer (Me Chame Pelo Seu Nome) seria uma zebra ainda maior.

MELHOR DIREÇÃO | Para completar a trinca de mexicanos oscarizados (com seus amigos Alfonso Cuarón e Alejandro Iñárritu), Guillermo Del Toro parece ser o favorito à categoria por A Forma da Água. Melhor Direção parece ser a categoria mais aberta, no entanto, com nenhum cineasta dominando as indicações. Greta Gerwig (Lady Bird), Christopher Nolan (Dunkirk) e Luca Guadagnino (Me Chame Pelo Seu Nome) estão na corrida.