9 celebridades que esconderam suas doenças do público

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As celebridades, por conta de sempre estarem nos cinemas e na televisão, carregam consigo status e por isso, chamam a atenção.

Muito deles, por conta disso, preferem ser reservados, escondendo algumas informações sobre sua vida pessoal. E uma dessas informações, para alguns deles, são pessoais a ponto de ninguém poder saber, principalmente se estão doentes ou se foram diagnosticados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aqui listamos 9 celebridades que preferiram esconder suas doenças do público.

9 – SELENA GOMEZ

A jovem atriz e cantora Selena Gomez teve uma vida de fama logo cedo, principalmente por ter se tornado famosa em programas infantis da Disney.

Em 2015, depois de alguns meses que foi diagnosticada com Lúpus, a atriz decidiu abrir o jogo depois de um tempo sem que isso tenha sido revelado. Em 2017, passou por um transplante de rim, tendo graves complicações pós-cirurgia, tendo problemas com anorexia.

8 – ALAN RICKMAN

Ator britânico que estreou no cinema como o impiedoso Hans Gruber em Duro de Matar e que depois foi eternizado no papel de Severus Snape na saga Harry Potter, Alan Rickman faleceu em 2016 vítima de um câncer no pâncreas.

O ator teve um diagnóstico sobre a doença mas não teve informações detalhadas sobre a gravidade dela. Segundo amigos próximos, Rickman não se abateu e se manteve bem sem informar sobre a doença, apesar de poucos anos de vida.

Morreu aos 69 anos, pegando todo mundo de surpresa sobre sua doença e longa batalha contra o câncer.

7 – CATHERINE ZETA-JONES

Em Chicago, a sensualidade e o espírito forte de sua personagem ascendeu uma luz ainda maior sobre Catherine Zeta-Jones, que já impressionava desde os anos 90.

Casada com o ator Michael Douglas, foi diagnosticada com bipolaridade e desordem mental de nível II, no qual faz com que a pessoa passe por muitas mudanças de humor em pouco tempo. Depois, passou por muito estresse após problemas de saúde que seu marido passou.

6 – DAVID BOWIE

Considerado um dos melhores músicos de todos os tempos, o cantor britânico lançou em 2016 Blackstar, seu último álbum antes de parecer de câncer.

Diagnosticado em 2014, Bowie lutou por dois anos contra a doença sem contar a ninguém, deixando seu último disco como uma espécie de testamento e diário sobre como lidou com a doença em todo esse tempo.

Sua morte foi uma surpresa e choque para todo mundo. Somente seus amigos próximos e família sabiam de como a doença agravou o estado de saúde do cantor.

5 – MICHAEL C. HALL

Brilhou primeiro em Six Feet Under antes de impactar o público por uma performance arrebatadora em Dexter. Michael admite que a morte seu pai, aos 39 anos, por um câncer de próstata, é um fator para sua escolha de papeis, decidindo interpretar aqueles que dialogam com a morte e o luto.

Em 2010, quando estava fazendo a quarta temporada de Dexter, o ator foi diagnosticado com linfoma de Hodgkin. Ele escondeu a doença não só do público como também da equipe e do elenco da série, revelando o diagnóstico ao final da temporada.

Em um Globo de Ouro ainda em 2010, Michael apareceu careca, resultado das sessões de quimioterapia.

4 – AVRIL LAVIGNE

A cantora responsável por misturar o punk com o pop no começo dos anos 2000, Avril Lavigne foi um sinônimo de sucesso e por conta do estilo e do corpo, um ícone imitável.

No entanto, em 2015, Lavigne confessou que teve um problema de saúde que a deixou em cama por cinco meses, consequência do diagnósticos da Doença de Lyme, causada geralmente por carrapatos.

Com a ajuda de amigos e da família, Avril passou por uma recuperação completa e que a experiência a fez enxergar melhor a vida.

3 – CHARLIE SHEEN

A carreira desse ator teve seu ápice durante a série Two and a Half Men, mas também encontrou sua derrocada na mesma época. Tendo sucesso em filmes como Platoon e Curtindo a Vida Adoidado, Martin depois foi para a TV ter sucesso no papel do patriarca da produção da Warner.

Na época, teve seus problemas com drogas e bebidas expostos na mídia, o colocando sob críticas e em um limbo profissional. Mas em 2017, veio uma revelação maior: ele contou que por quatro anos, escondeu e enfrentou que está lutando contra o vírus da HIV, sendo um soropositivo. Desde que soube da doença, entrou em contato com pessoas que teve relações para informar sobre a condição.

2 – FREDDIE MERCURY

Líder da banda Queen e um dos ícones da cultura pop, Freddie Mercury teve sua morte cercada de debates e exposição midiática, colocando em conversas a AIDS, já que Freddie foi o primeiro grande astro do rock a morrer pela doença.

Em abril de 1982, um ano após sua morte, os membros remanescentes do Queen fundaram a The Mercury Phoenix Trust, uma instituição que arrecadou fundos para pesquisas sobre a cura da AIDS e HIV. Desde seu falecimento, se tornou um símbolo de luta contra a doença pela comunidade LGBTQ.

Bohemian Rhapsody, cinebiografia sobre o ator com Rami Malek o interpretando está atualmente em produção.

1 – ROBIN WILLIAMS

De papeis engraçados a filmes com cargas extremamente dramáticas. Robin era um dos atores mais versáteis e cultuados de seu tempo, tendo 40 anos de carreira.

Em 2014, Williams tirou sua vida, após anos lutando contra depressão. Segundo sua ex-esposa, Susan, Robin também tinha um caso grave de DCL (Demência com Corpos de Lewy), no qual apresentava falhas de memória e desconexões com a realidade.

Em um editorial publicado no jornal Neurology, Susan Williams informou que o ator sabia que seu cérebro estava aos poucos se deteriorando. Também disse que Robin não conseguia memorizar diálogos dos filmes mais e que apresentava sinais de paranoia.

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio