Para quem pode: 8 famosos que recusaram trabalho para ficar perto da família

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para a maioria das pessoas, a realidade é simplesmente que não dá para recusar um trabalho – mas os famosos são a exceção dessa regra, especialmente aqueles que já tem milhões na conta.

10 famosos que vieram de famílias muito pobres

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aqui, separamos alguns que se recusaram a trabalhar por uma causa nobre – para passar mais tempo com a família:

ADELE | Se tem alguém que pode rejeitar uma proposta milionária (literalmente) para ficar em casa com a família e cuidar do jardim, esse alguém é Adele. A cantora britânica, a mais bem vendida da atualidade, recusou proposta de R$ 4.5 milhões para fazer apenas dois shows no Oriente Médio em novembro de 2017.

LeBron James

LEBRON JAMES | Em 2014, Lebron causou comoção no mundo do basquetebol ao deixar o badalado Miami Heat, onde jogava desde 2010, para retornar ao Cleveland Cavaliers, seu “time de berço”. Tudo para retornar para a cidade de Cleveland, onde ele nasceu e queria criar sua família – a decisão provavelmente custou milhões ao jogador.

A atriz Katherine Heigl

KATHERINE HEIGL | Muito se fala sobre a decisão de Katherine Heigl de deixar Grey’s Anatomy – suas brigas com a showrunner e criadora Shonda Rhimes, suas reclamações sobre o conteúdo da série, etc. No entanto, Heigl diz que a família foi outro fator para que ela deixasse a trama: “Eu estava cansada de perder coisas importantes de família porque tinha que fazer 20 e poucos episódios de Grey’s por ano”, disse.

Calista Flockhart como Cat Grant em Supergirl

CALISTA FLOCKHART | O afastamento da personagem Cat Grant após a primeira temporada de Supergirl (aparecendo apenas em participações especiais) deixou muitos fãs decepcionados, mas a verdade é que foi tudo pedido da atriz Flockhart, uma verdadeira lenda da TV, como os fãs de Ally McBeal podem atestar. Ela não quis se comprometer com a série como personagem regular quando a produção foi movida de Los Angeles (EUA), onde mora com a família, para Vancouver (Canadá).

MICHELLE PFEIFFER | Antes de seu discreto retorno aos holofotes com Mãe! e Assassinato no Expresso do Oriente, em 2017, Pfeiffer estava sem aparecer nas telonas desde 2013, quando fez A Família. Ela conta que foi (mais ou menos) proposital: “Eu não percebi muito, mas me tornei ‘incontratável’. Eu gostava dos roteiros, mas recusava porque ia me tirar de casa por muito tempo. Quando meus filhos crescendo, essa desculpa deixou de fazer sentido”.

RICK MORANIS | Conhecido por Caça-Fantasmas e o “clássico” Querida, Encolhi as Crianças!, o comediante Rick Moranis largou tudo em 1997 para se dedicar integralmente à profissão de “dono de casa”. Ele recusou dezenas de projetos desde então, só dizendo “sim” para a dublagem de Irmão Urso, da Disney, e sua continuação (lançados em 2003 e 2006).

CARY GRANT | Embora tenha falecido em 1986, aos 82 anos, um dos maiores galãs da Hollywood clássica ficou sem atuar durante as últimas duas décadas de vida. Em 1966, ele parou tudo e começou a rejeitar todos os projetos que apareciam em sua mesa – tudo para cuidar da filha, que teve tardiamente e cuja mãe faleceu pouco depois do parto.

GRACE KELLY | Assim como a recém-noivada Meghan Markle, Grace Kelly teve que largar a carreira na atuação quando se tornou a Princesa de Mônaco. O ano de 1956 marcou seu último no cinema, e nem mesmo uma proposta do seu frequente colaborador, Alfred Hitchcock, a convenceu a voltar para as telas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio