8 famosos que foram parte de gangues ou da máfia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O mundo do crime é uma armadilha atrativa, não podemos negar – não à toa, muita gente que passa necessidade recorre a ele para sobreviver. Mesmo assim, é um choque quando descobrimos que uma pessoa pública é parte de uma gangue ou da máfia.

10 famosos que tem filhos criminosos

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira 8 famosos que chocaram os fãs:

Crhris Brown

CHRIS BROWN | A gangue Fruit Piru Bloods é uma das mais conhecidas da região de Los Angeles, e clama vários famosos como membros “integrais” ou “honorários”. Entre eles, o cantor Chris Brown, que já gritou lemas da gangue durante shows e fez referências a ela nas redes sociais. Os Bloods supostamente “aceitaram Brown como um membro de ‘meio período’”, já que o rapper costuma ajudar vários membros e também a vizinhança dominada pela gangue.

LIL’ WAYNE | O rapper é outro que já fez referências aos Bloods em suas músicas e já se disse “um membro de gangue” em entrevistas, embora não tenha especificado o nome da “organização”. Segundo a Rolling Stone, Wayne passou um tempo afastado da gangue por conta de brigas internas, o que levou até a um atentado a tiros contra o seu ônibus de turnê, mas desde então foi aceito de volta como “membro honorário”.

CARDI B | A mais nova estrela do rap também foi membro dos Bloods, embora só antes da fama. Hoje, Cardi fala abertamente sobre “a estupidez” de se juntar a uma gangue: “Às vezes, parece uma grande fraternidade, mas às vezes não há lealdade alguma. Você precisa fazer coisas para ser promovido dentro da gangue, mas não ganha dinheiro com isso. Não tem por que se juntar a uma gangue”, contou.

DANNY TREJO | O eterno Machete viveu uma vida de criminalidade antes de conseguir trabalho como astro de ação em Hollywood. “Eu cheguei a ser preso e encarava três crimes que dariam pena de morte”, contou. “Esses rappers ficam famosos e tentam dizer que são membros de gangues, eu acho isso muito estúpido. Você não é mais um criminoso, cara, você é um homem de negócios!”.

FRANK SINATRA | Os rumores que linkavam Sinatra e a máfia italiana persistem mesmo décadas depois de seu auge – isso porque, ao que tudo indica, essas conexões eram bem reais, e vinham de família. Segundo o Daily Mail, os pais de Sinatra eram amigos de gângsteres como Meyer Lansky, Bugsy Siegel, Dutch Schultz e Lucky Luciano, e o cantor/ator foi até chamado como testemunha em um caso de lavagem de dinheiro.

Robert De Niro

ROBERT DE NIRO | Antes de interpretar mafiosos em filmes como Os Bons Companheiros e Cassino, De Niro foi membro da gangue de Kenmare, no bairo de Little Italy, em Nova York. De Niro tinha apenas 14 anos quando se juntou à gangue, e ficou conhecido como “Bobby Milk” – o apelido se referia à palavra inglesa para “leite”, por causa da complexão pálida do futuro ator.

JAMES CAAN | Ele foi Sonny Corleone em O Poderoso Chefão, mas na vida real James Caan é fiel a outra família de mafiosos: a de Andrew Russo, ex-chefão da máfia Colombo. O ator já admitiu em entrevistas ter uma “amizade de mais de 35 anos” com Russo, e mandou até uma carta para o tribunal que julgava o mafioso quando ele foi preso, se oferecendo para pagar qualquer quantia de fiança que eles estabelecessem para seu amigo.

SNOOP DOGG | O rapper é afiliado à gangue Crips, que é rival dos Bloods dos quais falamos mais acima, em Los Angeles. As famosas bandanas azuis da gangue figuraram na capa de seu EP Make America Crip Again, uma zoação com o slogan da campanha presidencial de Donald Trump, “Make America Great Again” (“Faça a América grande de novo”).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio