Os 5 melhores casais em séries de super-heróis (e os 5 piores)

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O romance no gênero dos super-heróis nem sempre é algo fácil de se acertar para os roteiristas – afinal, é preciso equilibrá-lo com a trama principal, que normalmente envolve um vilão que precisa de bom desenvolvimento, e acertar o tom da parceria para que os fãs não a considerem uma perda de tempo desnecessária.

Os 5 melhores vilões de séries de super-heróis (e os 5 piores)

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Abaixo, separamos momentos em que séries de super-heróis acertaram ou erraram em seus pares românticos:

MELHOR: Barry & Iris (The Flash) | Quando The Flash chegou à CW em 2014, dois anos depois da estreia de Arrow, ficou claro que a série acertava em muitos pontos que a sua companheira de universo ficcional errava – incluindo no romance. Enquanto em Arrow os momentos melosos nos tiravam da história e pareciam uma concessão irritante à natureza do canal, em The Flash o romance Barry/Iris se mostrou parte integral da trama – e, apesar de alguns tropeços, continua sendo.

Luke e Jessica em Jessica Jones, 1ª temporada

MELHOR: Jessica & Luke (Jessica Jones) | Um dos casais preferidos dos fãs nos quadrinhos, Jessica Jones e Luke Cage foram a parte mais quente da primeira temporada da série da heroína – e, simultaneamente, um monte de outras coisas: um bem-vindo respiro esperançoso em meio a uma série niilista; uma demonstração pura de como química entre dois atores pode transformar tudo ao seu redor em magia; e um retrato profundo e inteligente de uma relação inter-racial.

MELHOR: Superman & Lois (Lois & Clark) | Antes da série noventista “entregar os pontos” e deixar os seus dois protagonistas ficarem juntos, Lois Lane e Clark Kent eram o casal não consumado mais perigoso da TV de sua época; e eles faziam de Lois & Clark – As Novas Aventuras do Superman (1993-1997) uma das produções mais envolventes no ar.

MELHOR: Matt & Claire (Demolidor) | Ah, Claire… A personagem de Rosario Dawson não só costura o universo da Marvel/Netflix com suas aparições por virtualmente todos os títulos, como é também uma de suas criações mais envolventes e interessantes. A química com o Matt Murdock de Charlie Cox em Demolidor é inegável, daquela que nos faz torcer por um casal torturado que nunca realmente vai dar certo.

MELHOR: Fitz & Simmons (Agents of SHIELD) | Nós poderíamos ter escolhido o “casal platônico” Coulson & May, ou a química mais explosiva e sexual de Bobbi Morse & Lance Hunter, mas a verdade é que entregamos todos os pontos românticos de Agents of SHIELD para a dupla de nerds mais adorável da TV – Fitz & Simmons estão entre as melhores criações originais para a TV do universo Marvel, ponto.

Olicity

PIOR: Oliver & Felicity (Arrow) | Como citamos lá em cima, na nossa descrição de The Flash, a série-irmã Arrow nunca foi muito boa em criar romances. O par feito por Oliver e Felicity foi aquele no qual os roteiristas mais investiram, mas mesmo assim não deu para convencer – no fim das contas, tudo parecia uma enrolação que não se conectada com a trama principal ou a jornada de personagem particular de nenhum dos dois.

PIOR: Skye & Ward (Agents of SHIELD) | Um pouco mais acima, elogiamos Agents of SHIELD por criar não um, mas três casais bem desenvolvidos – pois bem, eles vieram parar também na nossa listinha da vergonha. Skye & Ward nunca tiveram muita química, e a forma como a série forçou a continuação desse romance “freado” ao final da 1ª temporada não ajudou.

PIOR: Matt & Elektra (Demolidor) | Se a enfermeira Claire Temple tira o melhor de Matt Murdock, a guerreira Elektra tira o seu pior. O alter ego do Demolidor está sempre em seu modo mais egoísta e mimado quando se trata da personagem – o que é uma pena, pois o romance entre os dois nas HQs é um dos mais celebrados (com razão!) da história.

PIOR: Jim & Barbara (Gotham) | O foco de Gotham, uma série kitsch e divertida que quase parodia as histórias do Batman (mas de um jeito afetuoso!), nunca poderia ser no romance. Enquanto Bruce e Selina escapam da nossa lista por terem aquele elemento adorável de um jovem amor, Jim e Barbara não fizeram nada pela série a não ser atrasá-la com histórias sem nenhuma repercussão emocional.

PIOR: Clark & Lana/Lois (Smallville) | Outra série de herói que não acertou em seus romances, Smallville naturalmente teria que mostrar os relacionamentos amorosos de seu jovem Clark Kent – mas errou ao assumir um tom quase novelesco neles, primeiro na paixonite adolescente do futuro Superman com Lana Lang, depois no amor pós-puberdade por Lois Lane.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio