Um herói só é tão bom quanto o seu vilão. Essa é uma regra de ouro para os quadrinhos, filmes e também séries de TV estreladas por super-heróis, e por isso criamos essa lista.

5 séries de herói que melhoraram após a morte de um personagem (e 5 que pioraram)

Abaixo, confira os 5 melhores (e os 5 piores) vilões de séries de herói:


3. Tricksters (Episódio 17)

MELHOR: Trapaceiro (The Flash) | Em 1991, o eterno Luke Skywalker de Star Wars, Mark Hamill, interpretou o vilao Trapaceiro em dois episódios da série de The Flash que era exibida na época – foi um golpe de mestre trazê-lo de volta em 2015 para interpretar o vilão na nova The Flash, que se ascende em puro charme kitsch e lunático sempre que ele aparece.

Jerome (Cameron Monaghan) em Gotham

MELHOR: Jerome (Gotham) | Impossível falar de bons vilões em séries de super-heróis sem falar em Jerome, o personagem tão incrivelmente interpretado por Cameron Monaghan que todos os fãs da série simplesmente imploraram para ele ser o Coringa, ainda que os criadores deixassem claro que ele não era. Quando chegou a hora de entregar o segredo, Gotham até inventou um irmão gêmeo para Jerome a fim de manter o ator no papel do vilão mais famoso do Batman.

Vincent D’Onofrio em Demolidor

MELHOR: Rei do Crime (Demolidor) | Quando a primeira temporada de Demolidor estreou, lá em 2015, o astro Charlie Cox foi francamente eclipsado por um espetacular Vincent D’Onofrio, que domina a tela como Wilson Fisk, o Rei do Crime. Fisicamente, ele já é uma ameaça; mas, psicologicamente, ele destaca como o vilão mais fascinante e complexo da TV de super-heróis.

Kilgrave

MELHOR: Kilgrave (Jessica Jones) | Uma heroína poderosa e empoderada como Jessica Jones (Krysten Ritter) precisava de um vilão à altura, e a Marvel acertou de novo quando escalou David Tennant para uma versão aterrorizante, e aterrorizantemente real, de Kilgrave. Tanto que os criadores deram um jeito de trazê-lo de volta na 2ª temporada, ainda que tenha morrido na primeira.

Aubrey Plaza em Legion

MELHOR: Lenny Busker (Legion) | Todo mundo esperava uma grande performance do talentoso Dan Stevens em Legion, onde encarna o mutante esquizofrênico David Haller, mas a real surpresa foi a Lenny de Aubrey Plaza, uma criação tão aterrorizante quanto eclética, tão envolvente quanto elementar. Um acerto em cheio justamente onde o restante da série derrapa – na caracterização dos personagens.

PIOR: Vandal Savage (Legends of Tomorrow) | Demorou para Legends of Tomorrow encontrar sua verdadeira veia, se tornando uma aventura divertida e cheia de surpresas na terceira temporada. Antes disso, porém, a seriedade do vilão Savage, e a inconveniência de seu plano cheio de viagens no tempo-espaço, atrapalhou os Legends de ganharem a simpatia do público.

James Frain em Gotham

PIOR: Theo & Tabitha Galavan (Gotham) | Se Gotham acertou no Coringa (e no Pinguim, que não coube na lista, mas merece a menção), também erro algumas vezes – a mais grave dela com o irritante Theo Galavan, interpretado por James Frain, cuja marca particular de deprezo cabia melhor em Orphan Black do que coube aqui. Tabitha, sua irmã, não é muito melhor – nas mãos de Jessica Lucas, ela não empolga.

Damien Darhk

PIOR: Damien Darhk (Arrow) | Arrow não é uma série sem suas virtudes, a insistência nos próprios personagens sendo a melhor delas, mas é talvez a mais falha de todas as quatro do universo DC na CW. Damien Darhk, como interpretado por Neal McDonough na trama, foi uma dessas falhas – o que lhe faltava era propósito, e as habilidades devoradoras de cenário do ator não compensavam por isso.

PIOR: Sylar (Heroes) | Ah, Sylar… Você poderia facilmente estar na lista de melhores vilões, se estivesse em uma série menos desastrada, ou menos curvada às vontades da audiência. A popularidade do vilão interpretado por um ótimo Zachary Quinto levou a uma história de redenção forçada, que nem mesmo o ator conseguiu segurar – especialmente nos últimos momentos, na 4ª temporada.

PIOR: Alexandra (Os Defensores) | É impossível que Alexandra seja de todo ruim – afinal, ela é interpretada por Sigourney Weaver. Mesmo assim, a vilã de Os Defensores é, para a TV da Marvel, tudo de pior que os vilões de cinema da editora tem sido há anos – descartável, esquecível, genérica. É verdade que a minissérie tem muito em suas mãos, mas um vilão melhor cairia bem.