Hollywood é geralmente visto como um lugar cheio de glamour e felicidade, mas por trás das máscaras, as coisas não são bem como parecem.

A verdade é que a indústria do cinema sempre foi cheio de casos de abuso e atores que passaram pros problemas nos sets de filmagem. As coisas eram ainda piores no começo da indústria, quando problemas como machismo e misoginia reinavam nos estúdios. Devido a isso, listamos algumas celebridades que passaram por terríveis casos de abuso e problemas relacionados a vícios em suas carreiras.

Frances Framer


Framer fez bastante sucesso na década de 40, mas por uma atitude abusiva da mídia, que focava mais no seu comportamento fora da tela, a imagem da atriz acabou declinando, principalmente depois de ela agredir dois policiais. Ela acabou indo parar num sanatório quando foi diagnosticada com esquizofrenia. Ela deixou o local em 1970, e acabou conseguindo alguns papéis na TV, mas morreu pouco tempo depois.


Loretta Young


Na Hollywood da década de 30, uma atriz ter uma filha fora do casamento era algo visto com maus olhos. Por isso, muitas atrizes abortavam. Não foi o caso de Young, que resolveu ter uma filha fora do casamento com o astro Clark Gable (que nunca reconheceu a paternidade). Ela chegou a deixar a filha em um orfanato, mas a buscou algum tempo depois. Ainda assim, ela manteve a filha em segredo por um longo tempo.

Shirley Temple


Uma das principais atriz mirins de sua época, Shirley Temple ficou famosa aos seis anos de idade. Porém, a vida da jovem estrela foi cheia de tentativas de abuso sexual, as quais ela revelou em sua biografia.

Lupe Vélez


A vida de Vélez foi cheia de polêmicas, mas a mais popular envolvia seu filho. Ninguém sabia quem era o pai da criança, pois alguns diziam que Lupe, que era casada com o ator Johnny Weissmuller, teria ficado grávida de outro astro hollywoodiano Harald Ramond. Ela teria cometido suicídio após uma briga entre os dois, mas alguns disseram que ela na verdade sofria de bipolaridade.

Mario Lanza


Os homens também sofreram um bocado na Hollywood da década de 30 e 40, pois eram obrigados a serem bem magros para conseguirem bons papéis. Mario Lanza era um cantor que fez sucesso nos anos 40, mas seus vício em cigarros e outras drogas fez com que ele ganhasse peso. Ele começou a fazer dietas malucas e a vomitar tudo o que comia, o que fez com que ele desenvolvesse diversos problemas de saúde. Em 1959 ele teve um ataque cardíaco e não sobreviveu.

Hedda Hopper


O caso de Hedda é singular: ela não foi abusada, mas abusava dos outros. Hopper era uma colunista de fofocas que acabou destruindo a vida de diversos atores. Um de seus maiores alvos foi Charlie Chapplin, que ela considerava como um artista de vivia uma vida imoral.