O tenso drama de ficção científica da Netflix, Os Inocentes, encerrou a sua temporada inaugural de forma chocante e já preparando o terreno para uma continuação – que os fãs estão clamando que seja confirmada.

A série acompanha June (Sorcha Groundsell), uma garota com uma habilidade estranha e muito perigosa, e Harry (Parcelle Ascott), o seu devoto namorado. Os amantes fogem de casa no dia em que June completa 16 anos e começam a ser perseguidos por um homem chamado Steinar (Jóhannes Haukur Jóhannesson), que foi encarregado de levar a adolescente para um lugar remoto para mulheres como ela, comandado pelo Dr. Ben Halvorson (Guy Pearce).

Os Inocentes | Crítica – 1ª Temporada


O casal se esforça para se livrar do perseguidor e para se manterem juntos na jornada, passando pelas mais diversas situações e locais, enquanto tentam descobrir o que está acontecendo com June. Harry deixou para trás sua mãe, Christine (Nadine Marshall), uma policial, e seu pai, Lewis (Philip Wright), uma das vítimas de um ataque misterioso anos atrás que deixou um grupo de pessoas aparentemente desconhecidas em estado catatônico.

Os Inocentes | Explicamos os maiores mistérios da 1ª temporada

A temporada se encerra de forma bem intensa, principalmente nos últimos minutos, com June se ferindo gravemente e Harry possivelmente perdido para sempre, também em estado catatônico. Abaixo, listamos como a Netflix pode caminhar com a série na 2ª temporada.

Runa é deixada sozinha no Sanctum

Antes de falarmos sobre o gancho deixado para a continuação da série, vale lembrar um momento de Runa (Ingunn Beate Øyen) no Sanctum. Depois de matar Dr. Halvorson e de pedir para que as famílias de June e Harry fossem embora, Runa foi deixada para trás com sua filha, Freya/Kam (Abigail Hardingham). Tendo trocado para o corpo de Steinar, Kam chega ao Sanctum e expõe toda a verdade sobre o que o médico fez com ela. Ela também revela que Runa foi cúmplice em seu sofrimento por não ter dado ouvidos quando ela explicava o que estava acontecendo, implorando para ir embora.

Depois de habitar muitas vezes o corpo de Steinar, parte da personalidade de Kam mudou, fazendo com que ela assumisse alguns de seus traços mais desagradáveis. Quando Runa implora para que ela não vá embora, Kam nega o pedido e diz que não é mais a filha que um dia Runa conheceu.

O que acontece depois com a personagem depende de John e Elena. Se eles decidirem contar para a Polícia sobre a existência de Sanctum e sua localidade, assim como as mortes de Sigrid e Halvorson – sem falar nos demais crimes -, provavelmente oficiais se deslocarão até o lugar e Runa será submetida a tratamento ou será enviada a cadeia como responsável pelos corpos mortos. Caso ambos decidam manter o local como um segredo, o futuro é bem mais preocupante. Sozinha e apresentando sinais de demência, ela não terá como cuidar de si mesma, correndo o risco de viver uma vida solitária com uma morte que não parece estar em um futuro tão distante.

A fuga de June e Harry termina em tragédia

Sabendo que Christine faria todo o possível para mantê-los separados, Harry pisa fundo no acelerados e tenta fugir da Polícia. Um dos pneus fura e leva o casal a um forte acidente, com o carro em alta velocidade batendo de frente em uma árvore. Harry consegue passar praticamente ileso, somente com um corte na cabeça, mas June não tem o mesmo destino. Com abdômen e boca sangrando, ela parece ter sofrido um trauma que pode ser fatal.

Desesperado, Harry permite que June troque para o seu corpo, visto que isso ela se livraria temporariamente de seus ferimentos, permitindo que fosse buscar socorro. Depois de muito protestar, ela aceita a ideia, que logo vira uma tragédia. Christine vê June no banco do passageiro na forma de seu filho e corre para abraçá-lo, fazendo com que a moça passasse direto do corpo do garoto para o de sua mãe. O resultado disso nós já sabemos: Harry ficou em um estado catatônico assim como seu pai.

Assustada, June volta para seu corpo bastante lesionado e tenta salvar Harry, mas percebe que a situação não é nada favorável. Ele repete as últimas palavras que disse para ela (“Vejo você em breve), comprovando que perdeu a consciência. Fora do carro, Chrsitine volta ao normal e é aí que os Inocentes termina.

Como a 2ª temporada ainda não foi confirmada, no pior dos cenários, esse seria o fim de Harry com June correndo risco de vida.

Há como Harry ser salvo?

Talvez essa seja a maior pergunta que o final de Os Inocentes deixou na cabeça dos fãs. Quando Elena ataca Os Cinco de Pennines, a única pessoa que conseguiu se recuperar 100% foi a mulher que foi trocada por último – o que faz sentido. Sempre que um Shifter toma o controle do corpo de alguém, a “vítima” entra em coma e só retorna ao seu estado normal quando seu corpo deixa de ser habitado. Como isso nunca aconteceu com nenhum dos outro quatro integrantes de Os Cinco de Pennines, eles continuaram em estado catatônico, assim como Harry.

Imaginando o cenário onde a 2ª temporada acontecerá e de que a Netflix não vai acabar com o casal, a trama então giraria em torno de June tentando encontrar uma forma de trazer Harry de volta. Uma das possibilidades que não vimos (pelo menos não ficou claro) é tentar trocar para a pessoas catatônica e voltar ao seu corpo, mais ou menos como reiniciar o processo para ver se é possível corrigir o erro. No momento, não se tem qualquer noção se isso pode resolver ou então agravar ainda mais o estado do protagonista.

Se tem alguém que pode ajudar June, essa pessoa é Kam. Por isso, o mais provável é que a série caminhe por essa trilha, já que Kam pesquisou sobre seus ancestrais e já tem uma vasta experiência em trocar de corpo. Isso permitiria que o programa se aprofundasse em toda a história por trás dos Shifters – de onde vieram, o que é exatamente este poder. Por hora, June precisa curar seus ferimentos e evitar escapar de Christine.

O que acontecerá com June?

Como dissemos, a princípio a grande preocupação da garota é sair com vida do acidente de carro. Ela retornou ao seu corpo quase que instantaneamente após sair, o que significa que voltou ao estado imediato após a colisão com a árvore. Projetando que o estado de Harry é reversível, é incoerente pensar que June não sobreviva, então o próximo obstáculo para a Shifter será Christine.

Sabendo que Elena era a culpada pela condição atual de seu marido, Christine temia que seu filho acabasse do mesmo jeito – o que no final aconteceu. Agora, a policial vai buscar justiça mais do que nunca, ainda mais depois de ter experimentado o poder de June.

Para June, o que serve de consolo é que além de ser menor de idade, o “crime” que cometeu é praticamente impossível de provar no tribunal. Como se já não bastasse, pensa em um estranho analisando a situação de Harry. Qual a probabilidade mais lógica: o rapaz ter tido traumas cerebrais por conta de um acidente automobilístico ou porque sua namorada magicamente se transportou para o seu corpo num processo que deu errado? Com certeza, June seria absolvida de qualquer acusação.

Não importa o que aconteça, ainda podemos esperar uma jornada muito difícil para Harry e June na tão aguardada 2ª temporada de Os Inocentes.

Os Inocentes e as melhores séries adolescentes de todos os tempos