A CW domina as atrações de super-heróis na televisão com o seu universo interconectado da DC que conta com Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow. Todas essas séries seguem a mesma fórmula: grandes personagens, histórias e vilões pouco conhecidos para aqueles que não se ligam nos quadrinhos, muito tempo dedicado às relações dos personagens, CGI para dar e vender e uma pitada de humor. Ainda que sempre haja uma ou outra coisa que desaponte os fãs, o balanço é positivo e os programas são sucesso de audiência.

Conhecimento não falta à CW para que ela entregasse um produto de qualidade. Lá em 2001, outra grande série de super-herói foi lançada pela emissora: Smallville. A história da adolescência e início da vida adulta de Clark Kent ficou no ar por 10 temporadas antes de encerrar em 2011. No ano seguinte, Arrow chegou e marcou uma nova era nas séries da CW.

Quem acompanhou as aventuras do Superman sabe que não são poucos os elementos familiares que o Arrowverso apresenta. Aqui, separamos alguns para você matar um pouco a saudade de Smalville e se preparar para as novas temporadas de Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow.


Todo mundo é jovem e atraente

Esse é um quesito que não se aplica exclusivamente às séries em questão, mas se abrange a grande parte das produções televisivas. Estrelas jovens e atraentes sempre fazem um bom apelo ao público, mas, nas adaptações dos quadrinhos, fazem com que os personagens apresentem diferenças se comparados às suas versões originais. Nas HQs da DC, a maioria dos super-heróis são adultos já próximos dos 30 anos. Flash e Superman nas versões da CW não passam de garotos que acabaram de atingir a fase adulta, apresentando 20 e poucos anos.

Além da idade, a aparência também sofre alterações significativas. Em Smallville, diferente da vida real, todos são bem atraentes, estratégia para prender o público jovem a qual a atração é destinada.

Martian é mentor

Como são jovens e inexperientes, os heróis precisam de um mentor para guiá-los em suas jornadas. Em Smallville e Supergirl esse cara é Martin Manhunter. Na vida do Superman ele aparece na sexta temporada e exerce papel fundamental. Ele revela que sempre esteve vigiando o rapaz, o salvou diversas vezes, ajudou a derrotá-lo seus inimigos, abriu mão temporariamente de seus poderes pelo herói e foi crucial para sua chegada à Liga da Justiça.

Em Supergirl, Martin entra no caminho de Kara Zor-El, fazendo com que ela entrasse no DOE, onde ele é o diretor, ajuda a heroína a aperfeiçoar seus poderes e até ensina a moça a voar. Esse papel de mentor não existe nos quadrinhos.

Sociedade da Justiça da América

O principal time de heróis da DC sempre será a Liga da Justiça, mas a CW reserva um lugar de carinho para a Sociedade da Justiça da América. O time vem antes da famosa equipe e apareceu tanto em Smallville quanto em Legends of Tomorrow – já a Liga da Justiça só esteve presente (até o momento) na série de Clark Kent.

Há algumas diferenças entre as duas SJA. Em Smallville, a equipe aparece na 9ª temporada para ajudar Superman a combater os Kandorianos, enquanto em Legends of Tomorrow eles chegam no 2º ano para batalharem contra a Legião do Mal. Além disso, o período na história em que a Sociedade da Justiça da América existiu também não é igual. Em Smallville, a equipe foi formada nos anos 70 e voltou da aposentadoria para se unir à Liga da Justiça. Já na série atual a equipe é dos anos 40 e os Legends viajam no tempo para encontrá-los.

Personagens principais possuem estabelecimentos populares

Todas as séries possuem um lugar central onde os personagens da trama costumam se reunir. E a CW gosta que esses estabelecimentos seja propriedades de figuras importantes das atrações.

Em Smallville, todos saíam para o Talon, um teatro transformado em uma cafeteria. Faz sentido já que a cidadezinha é pequena e os personagens não possuem idade para ficar em bares. O que não faz sentido é que o local tenha como donos Lana, paixão de Clark na faculdade, e Lex, que mais tarde viria a ser seu nêmesis.

In Arrow, é Thea, a irmã de Oliver Queen que transforma uma fábrica em uma boate com a Caverna do herói no porão. Já em The Flash, o ponto de encontro preferido dos personagens é a cafeteria Jitters, e ainda que o dono não seja alguém importante na história, Iris West e Kendra Saunders/Mulher-Gavião foram funcionárias da loja.

Cat Grant durou só uma temporada

Apesar de não ser muito famosa nos quadrinhos, Cat Grant apareceu durante uma temporada em Smalville e Supergirl. Na primeira série, Cat era uma jornalista irritante que substitui brevemente Lois Lane no Planeta Diário durante o 10º ano. Ultra-conservadora, Cat era uma rival de Lois, mas uma repórter surpreendentemente motivada que termina a temporada ainda no Planeta, pegando a mesa de Lois depois que ela é promovida.

Supergirl traz uma abordagem diferente para a personagem, que aparece como um magnata da mídia de enorme sucesso. Ela é a dona da CatCo e Kara trabalha para ela como sua assistente na primeira temporada. Cat é poderosa, intimidante e muito complexa, tendo caído na graça dos fãs que colocam nela a responsabilidade de a atração ter brilhado na primeira temporada. Ela deixou o elenco depois que Supergirl foi para a CW e a produção mudou para Vancouver junto das demais séries do Arrowverso.

Tatuagens mágicas

Arrow e Smallville parecem compartilhar da mesma ideia de que tatuagem não é apenas arte corporal, mas também um símbolo mágico. Na quarta temporada de Smallville, Lana acorda com uma misteriosa tatuagem em suas costas depois de visitar a tumba de Isobel Thoreaux. Ela descobre que aquilo é a Marca da Transferência, que serve para que o espírito de Isobel habite seu corpo.

Em Arrow, Oliver Queen possui muitas tatuagens, que inclui uma que lhe dá poderes mágicos. Ela é uma linha vertical de símbolos que desce pelo tronco do protagonista. O desenho foi colocado lá por John Constantine como uma forma de proteção.

O Esquadrão Suicida aparece

Esquadrão Suicida é mais um time que está presente em Smallville e no Arrowverso. Eles apareceram pela primeira vez na temporada final da série do Superman e eram compostos por Rick Flag, Pistoleiro, Plastique, Warp e Geada. Eles inicialmente se opõem a Clark Kent e à Liga da Justiça, sequestrando Oliver Queen, marcando os dois personagens e Gavião-Arqueiro para rastreá-los. Mais tarde, eles ajudam Chloe a resgatar a Liga da Justiça.

No Arrowverso há uma pequena mudança na nomenclatura do grupo, que passa a se chamar Força Tarefa X. Ainda sob o comando de Amanda Waller, a equipe passa vários episódios que focam em Pistoleiro, Capitão Bumerangue, Tigre de Bronze e Shrapnel – há também uma menção a Arlequina -, mas todos eles saíram da série depois do fracasso do filme do universo estendido da DC.

Lena Luthor toma a LuthorCorp

Lex Luthor serviu como personagem principal durante toda a série Smallville, sempre ao lado de Clark Kent até as duas últimas temporadas, quando finalmente se tornam inimigos. No começo do oitavo ano, Lex está desaparecido e presume-se que ele morreu – o que mais tarde se descobre que é mentira. De qualquer forma, antes que ele pudesse retornar, LuthorCorp é passada para a sua ilegítima meia-irmã, Lena Luthor. Em Smallville, a personagem teve o nome trocado para Tess Mercer e foi fundamental no final da trama.

Em Supergirl, Lex Luthor ainda não deu as caras, mas Lena está se tornando regular na série. Ela também comanda a LuthorCorp neste outro universo e afirma querer compensar as falhas de seu irmão. Depois que Lex foi preso por trinta anos, ela renomeou a LuthorCorp como L-Corp, e fez um bom trabalho em convencer Kara de que suas intenções são verdadeiramente puras. Muitos dizem que a relação das duas lembra a de Kent e Luthor nas primeiras temporadas de Smallville.

Diversos personagens secundários com poderes

Se tem uma coisa que a CW sabe é criar atrações onde diversos personagens secundárias são tão importantes quanto o protagonista. Exemplo disso é Smallville e o patamar onde Chloe, Lois, Lana e Jimmy possuem, personagens de apoio que estão no mesmo degrau de Superman. Algo similar acontece no Arrowverso, onde cada super-herói possui um time de personagens de suporte que tem seus próprios arcos na história e que são tão importantes para a continuidade da série quanto o principal.

Em todas as cinco produções, pode-se dizer com tranquilidade que em algum momento diversos personagens principais ganharão superpoderes. Cisco, Thea Queen, as irmãs de Lance e Winn provam que conviver com um super-herói da CW é sinônimo de desenvolver algum poder especial ou mágico.

Muito drama

Existe um outro elemento em comum entre Smalville e Arrowverso para prender a audiência jovem: drama. Não à toa, as relações interpessoais assumem papel tão importante quanto a excêntrica vida de super-herói. Elas giram em torno da vida amorosa de seus protagonistas, que provavelmente passarão por um triângulo amoroso (Clark, Lana e Lex; e Oliver, Ray e Felicity, por exemplo). Alguns episódios também deixam de lado os vilões para focar inteiramente na vida pessoal do herói.

E isso não é ruim. Além de enriquecer demais a história e a complexidade dos personagens, permite que os roteiristas abordem assuntos importantes da sociedade. Em Supergirl, por exemplo, Alex Danvers recentemente se assumiu lésbica, algo que tem um significado importante para o arco de sua história.

Dean Cain

Depois de viver Superman nos anos 90, Dean Cain voltou ao universo da DC em Smallville para viver o vilão Curtis Knox, um ser imortal que matou diversas pessoas com altas concentrações de kryptonita em seus corpos para recolher seus órgãos e dar imortalidade para sua esposa. Na 7ª temporada, ele vai em busca do coração de Chloe, mas a moça é salva por Clark Kent.

A importância de Cain é muito mais significativa em Supergirl, onde ele interpreta Jerimiah Danvers, o pai adotivo de Kara, que foi considerado morto depois que uma missão do DOE deu errado. Ainda assim, muito do personagem é mostrado em flashbacks e fotos, e desde que descobrimos que ele está vivo e mantido preso para o Projeto Cadmus, ainda existem muitas oportunidades para vê-lo no futuro.

Romances que não existem nos quadrinhos

Para a maioria dos personagens dos seriados, os quadrinhos servem como base para que os protagonistas encontrem seus verdadeiros amores, mesmo que a história ofereça alguns outros relacionamentos no meio do caminho. Superman tem Lois Lane, Oliver Queen ama Dinah Lance e Barry Allen constrói sua família com Iris West. Eles até podem se envolver com outras pessoas, mas são esses os romances mais famosos de cada um – menos na CW, onde eles passam boa parte do tempo em outras relações.

Para Clark Kent em Smallville, Lana Lang foi por muito tempo o amor de sua vida. Lois só viria a ser a companheira de Superman quando a série já se encaminhava para o final. Em The Flash, Barry namorou algumas garotas, como Linda Park e Patty Pivot, antes de se casar com Iris. Em Arrow, Felicity Smoak foi a primeira namorada de Oliver Queen na série, sendo que os dois até chegaram a ficar noivos (a união acabou antes do casamento).

Canário Negro é deixada de lado

Apesar de ser uma personagem icônica, Canário Negro não parece ter muita moral na CW. Tanto em Smallville quanto em Arrow, Dinah Lance foi deixada de lado para que outras mulheres fizessem parcerias com Oliver Queen. Na primeira série, ela apareceu entre a 7ª e 10ª temporadas, mas nunca se tornou principal na trama. Ela até chega a passar algum tempo com Oliver, mas é com Lois e Chloe que seu relacionamento é mais próximo.

Já em Arrow, Canário Negro recebeu um tratamento muito diferente. No início, Sarah Lance se transformou na heroína, antes de passar para Canário Branco. Laurel Lance, quem tinha a intenção de se tornar a verdadeira Canário Negro foi deixada de lado – apesar de ter sido personagem principal durante boa parte da atração antes de ser morta. Depois de um breve período como Canário Negro, Evelyn se transformou na traidora Artemis. Sobrou para Dinah Drake assumir esse posto nos últimos episódios.

Belas hackers loiras

Smallville e Arrow criaram uma personagem principal para cada um de seus shows e que apresentam muitas semelhanças: amigas, ajudantes e, ocasionalmente, interesses amorosos dos protagonistas. As duas ainda apresentam características físicas (magras e loiras) e habilidades (hackers muito talentosas que ajudam os heróis) iguais. Elas foram introduzidas na série com objetivos bem definidos – Chloe quer ser repórter em Smallville, Felicity quer usas suas habilidades tecnológicas em Arrow -, mas que logo abrem mão para fazer parte do time de super-heróis.

Existe uma conexão de verdade

Todas os tópicos que citamos anteriormente podem ser considerados como uma fórmula que a CW usa para conseguir aprovação da audiência. Mas há uma conexão direta entre as séries, ainda que seja muito difícil de reparar. O vilão principal da primeira temporada de Legends of Tomorrow é Vandal Savage, um tyrant que foi caçado pelos Legends através da história antes que eles conseguissem derrotá-lo. Em um dos episódios, é revelado que o vilão imortal já apareceu em Smallville como Dr. Curtis Knox!

Um frame mostra Savage ao lado de uma placa com sua foto e o nome de Curtis, confirmando que os dois vilões são a mesma pessoa. Isso é apenas um easter egg, e não prova que Smallville e Arrowverso dividem o mesmo universo. Talvez a CW saiba o quanto pegou da série de 2001 para suas novas produções e quis fazer uma pequena homenagem com este detalhe.

As novas temporadas de Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow chegam à CW em outubro. No Brasil, as quatro atrações são transmitidas pela Warner Channel.