Venom | As 10 maiores surpresas e ideias ridículas no filme com Tom Hardy

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Venom está oficialmente em exibição nos cinemas de todo o mundo, e os fãs já podem conferir a primeira aventura solo do anti-herói interpretado por Tom Hardy.

Porém, o filme da Sony trouxe diversas surpresas: algumas agradáveis, outras completamente ridículas. Nesta lista, vamos apontar as maiores surpresas e embaraçosos do filme de Ruben Fleischer.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira:

O COMPORTAMENTO SURTADO DE EDDIE BROCK

Provavelmente o aspecto mais divertido e inusitado do filme, o Eddie Brock de Tom Hardy é um verdadeiro maluco. O ator exagera na entrega e na performance física quando o repórter é contaminado pelo simbionte, falando sozinho, gritando no espelho e até mesmo pulando em um tanque de lagostas no meio de um restaurante chique. Hardy realmente está hilário.

CACHORRO SIMBIONTE

Os simbiontes alienígenas podem usar qualquer tipo de ser vivo como hospedeiro, com a condição de que seus sistemas sejam compatíveis. Jogando qualquer lógica pela parede, Venom usa um cachorrinho fofo como hospedeiro em determinado momento. É uma cena hilária, especialmente quando vemos o cãozinho com olhos furiosos encarando uma das personagens.

SHE-VENOM

Michelle Williams havia dito em entrevista que adoraria interpretar a She-Venom no futuro, mas ela não deu nenhuma pista de que isso aconteceria já no primeiro filme. Em determinado momento, Anne Weying usa o Simbionte para defender Eddie Brock, transformando-se em uma versão voluptousa de Venom.

EDDIE BROCK BEIJA O SIMBIONTE

Logo quando a She-Venom aparece, a personagem imediatamente beija Eddie Brock, a fim de passar o simbionte de volta para seu ex-namorado. É uma imagem bizarra de se ver, com Tom Hardy literalmente beijando uma versão feminina do Venom. Com aquela língua alienígena gigantesca…

A LUTA DE EDDIE BROCK E CARLTON DRAKE

Todo filme de super-herói precisa de uma grande luta em computação gráfica para o encerramento da narrativa, e Venom não foge disso. Mas após uma briga melequenta entre Venom e Riot, Eddie Brock e Carlton Drake começam a lutar em suas formas humanas, milagrosamente transformando-se em lutadores profissionais.

Stan Lee

STAN LEE TEM UMA PARTICIPAÇÃO

Atualmente, não deveria ser mais uma surpresa esperar participações aleatórias de Stan Lee, mas como Venom estava tão isolado e separado do Universo da Marvel Studios, foi verdadeiramente inesperado ver o quadrinista aparecendo aqui – ainda mais por não ser o criador de Venom.

NÃO HÁ OUTROS SIMBIONTES NO FILME

Quando o trailer final de Venom foi revelado, parecia que a Sony traria diferentes simbiontes ao filme solo do anti-herói, visto que víamos a substância em cores diferentes – sugerindo a presença de Scream, Agony e Lasher. Ficou tudo no campo das ideias, já que apenas Venom e Riot aparecem. Nem mesmo Carnificina aparece em sua forma simbiótica.

NÃO HÁ NENHUMA MENÇÃO AO HOMEM-ARANHA

Tanto mistério para nada. Por meses, foi discutido se Venom compartilharia o mesmo universo do Homem-Aranha de Tom Holland, e o próprio diretor Ruben Fleischer admitiu que sabia a resposta, mas que não queria estragar surpresas. Bem, não tem nada. Fãs acharão uma referência a John Jameson, astronauta filho de J. Jonah Jameson.

O FINAL ESTÁ NO TRAILER

A Sony Pictures definitivamente não aprende. Após entregar O Espetacular Homem-Aranha 2 inteiro em múltiplos clipes, trailers e comerciais de TV, o mesmo se repete em Venom. Após sair da sessão, é inacreditável a realização de que muitas cenas já haviam sido mostradas, até mesmo a última sequência do filme, que envolve Venom defendendo uma mercearia.

O VISUAL DE CLETUS KASADY

Todos sabíamos que Woody Harrelson iria aparecer como Cletus Kasady, o Carnificina no filme. O que ninguém esperava era que o personagem aparecesse com uma peruca vermelha tão espalhafatosa como essa, que definitivamente nos trouxe ares de Joel Schumacher.

Venom | Filme é recebido com reações mistas dos críticos

Desenvolvido pela Sony, Venom pretende abordar um lado anti-herói do vilão, e não deve contar com a presença do Homem-Aranha. A ideia do estúdio é estabelecer seu próprio universo compartilhado com personagens do Cabeça de Teia, colocando responsabilidade nos ombros do diretor Ruben Fleischer (Zumbilândia).

Tom Hardy, Michelle Williams, Riz Ahmed, Michelle Lee e Woody Harrelson compõem o elenco principal.

Venom estreia nos cinemas brasileiros em 4 de outubro.

Leia a nossa crítica de Venom

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio