Atenção! Contém spoilers de Vingadores: Ultimato

Entre as cenas mais impactantes de Vingadores: Ultimato, o sacrifício do Homem de Ferro se destaca. O herói deu sua vida para derrotar Thanos, no filme que marca a despedida de Robert Downey Jr. do papel de Tony Stark.

Fãs da Marvel já desconfiavam que o Homem de Ferro morreria em Vingadores: Ultimato. No entanto, parte da fan-base ainda acredita que o Capitão América deveria ter morrido em seu lugar.


Confira abaixo 5 argumentos favoráveis ao fim do Homem de Ferro no MCU:

O Fim da Saga do Infinito

O Homem de Ferro é um dos símbolos mais importantes do MCU. Era de se esperar que Vingadores: Ultimato contasse com a morte do personagem, já que ele está presente desde o nascimento da franquia.

Maior Impacto

O Capitão América com certeza tem muitos fãs, mas a morte de Tony Stark traria um impacto bem maior ao MCU. Steve Rogers já se sacrificou antes, e o fato de Stark, um herói visto por muitos como egocêntrico e vaidoso, dar sua vida para salvar a terra é bem significativo.

Indícios em Vingadores

Desde o primeiro filme dos Vingadores, indícios já apontavam o sacrifício final do Homem de Ferro. Um dos maiores momentos foi na discussão entre Tony Stark e Steve Rogers. Nela, o Capitão América chama a atenção do Homem de Ferro por sua incapacidade de assumir seus erros e sofrer pelos outros.

Peter Parker

Tony Stark sempre foi visto como uma fugira paterna para Peter Parker. Agora que seu mentor morreu, o Homem-Aranha está sozinho e pronto para amadurecer. O futuro desenvolvimento do Aranha já começou em Vingadores: Ultimato, e deve ser mostrado mais ainda em Homem-Aranha: Longe de Casa.

Missão Cumprida

O Homem de Ferro queria proteger a terra. Como um produtor de armamentos, ele queria criar uma “armadura” ao redor do mundo, e não podia encarar o fato de que o planeta estava indefeso diante a ameaças cósmicas. Com sua morte, ele assegurou que a terra (e seus companheiros) sobrevivesse.

Relembre aqui a jornada do Homem de Ferro em sua trilogia de filmes