Uma das cenas mais empolgantes de Vingadores: Ultimato trouxe o Capitão América empunhando o Mjolnir durante a batalha contra Thanos. No MCU, apenas os mais dignos conseguem segurar o martelo de Thor, e Steve Rogers provou seu valor na luta pela humanidade.

Muitos acreditam que o Capitão América sempre teve a dignidade e honra para empunhar o Mjolnir, e o site Screen Rant trouxe 10 motivos que comprovam essa teoria.

Confira abaixo!


Parando o helicóptero

O relacionamento de Steve e Bucky define bem as atitudes do personagem como herói. Steve estava pronto para sacrificar o que fosse preciso para ajudar o amigo quando ele se torna o Soldado Infernal. Após sofrer lavagem cerebral, Bucky tenta fugir em um helicóptero, e Steve faz um esforço desesperado e impressionante para pará-lo. O feito não comprova apenas a força física do herói, mas sua perseverança e honra.

Defendendo os oprimidos

Uma cena que demonstra com perfeição o caráter heroico de Steve Rogers como herói acontece antes dele se tornar o Capitão América. Ainda como um soldado anônimo, ele enfrenta um valentão que estava desrespeitando homens servindo na guerra. Mesmo mais fraco que o inimigo, Steve não desiste e luta até não conseguir mais.

Bucky

Quando a Hydra é derrotada, Steve não sabe se Bucky ainda é o Soldado Invernal ou seu antigo amigo. Ele não está pronto para se despedir, e enfrenta a possibilidade de morrer para poder salvar o companheiro. O Capitão América deixa seu escudo e se rende para o Soldado Invernal, levando uma surra no processo, antes de conseguir se conectar com a mente fragmentada de Bucky.

Líder dos Vingadores

Capitão América não é o Vingador mais forte ou mais inteligente. Porém, em momentos de necessidade, ele não hesita em assumir o papel de líder do grupo. A personalidade do herói é perfeita para a liderança: ele não busca o poder e consegue inspirar os heróis à sua volta. Sua liderança é comprovada na batalha final contra Thanos, em Vingadores: Ultimato, quando ele dá a ordem para os Vingadores avançarem contra os exércitos do vilão.

O escudo e a Guerra Civil

Quando Tony Stark afirma que Steve não merce mais carregar seu escudo, em uma das cenas mais emocionantes de Guerra Civil, o herói percebe que não é mais o Capitão América. Ao abandonar o escudo, Steve também deixa para trás o que ele representa. O momento é importantíssimo para o personagem, e representa um dos ápices de seu desenvolvimento emocional.

A Batalha de Wakanda

Na Batalha de Wakanda, Steve Rogers não pensa duas vezes e encara os exércitos de Thanos na linha de frente, com T’Challa ao seu lado. A cena é heroica e uma das mais emocionantes de Vingadores: Guerra Infinita.

O alistamento

Mesmo antes de ter os poderes do Capitão América, Steve já tinha o coração de um herói. O jovem precisou de grande bravura para se alistar e lutar em um guerra terrível. Mesmo depois de ser rejeitado pelo exército, ele continuou lutando, não por glória ou poder, mas para defender seu país e seus companheiros.

A granada

Antes de Steve ser modificado pelo Super-Soro, o coronel Phillips joga uma granada falsa para provar que o garoto serviria como herói. Todos se protegem, mas Steve pula em direção do explosivo para salvar os companheiros. A cena prova que Steve sempre se preocupa mais com os outros do que consigo mesmo.

Confrontando Thanos

Thanos é um dos vilões mais fisicamente poderosos do MCU, mas isso não impede Steve Rogers de enfrentá-lo de frente em Vingadores: Guerra Infinita. Tentando salvar Visão, ele usa toda a sua força para segurar o Thanos por um breve momento, feito que surpreende até mesmo o Titã.

O Sacrifício

O primeiro sacrifício de Steve Rogers é com certeza o mais emocionante. Depois de derrotar o Caveira Vermelha, o herói percebe que precisa afundar junto do avião para salvar mais vidas. Mesmo que ele tenha retornado depois, o ato prova que o Capitão América estava mais que pronto para dar sua vida para salvar seus semelhantes.