Agora que Game of Thrones chegou ao fim, exibindo seu episódio final no último domingo (19), é possível olhar para o quadro geral da série.

Ao longo de suas 8 temporadas, Game of Thrones passou por altos e baixos, e aqui vamos fazer nosso ranking de todas as temporadas da série de sucesso da HBO.

Confira abaixo.


8. Oitava temporada

O grande final de Game of Thrones acabou sendo uma grande decepção. Ainda que o desfecho tenha sido acertado e alguns momentos tenham sido inspirados, a pressa prejudicou a narrativa e destruiu o desenvolvimento dos personagens. Nem as batalhas, que ainda que tenham sido divertidas, chegaram aos pés dos melhores momentos da série. 

7. Quinta temporada

Após um forte quarto ano, Game of Thrones entra na fase do filler e da enrolação. A quinta temporada herda alguns dos fatores menos empolgantes dos livros, e joga Tyrion em uma narrativa monótona com Daenerys. O que salva é mesmo a excelente batalha em Durolar, lá para o final da temporada.

6. Sétima temporada

Uma temporada que também foi mais curta e acelerada, mas que trouxe grandes momentos de Game of Thrones. A escala das batalhas foi grandiosa, e a série ganhou pulso ao trazer mais presença do Rei da Noite e os Caminhantes Brancos, mas também representou a decaída em roteiro da produção.

5. Sexta temporada

A primeira metade da sexta temporada de Game of Thrones ainda trazia deficiências de seu ano anterior. A situação ficou melhor quando a história recuperou fôlego e ritmo, culminando na fenomenal Batalha dos Bastardos, que engatou 3 episódios fortes logo em sequência. Mas, novamente, nota-se que David Benioff e D.B. Weiss têm certa dificuldade em navegar sem os livros de George R.R. Martin como apoio.

4. Segunda temporada

Com um primeiro ano bem-sucedido, Game of Thrones trazia um livro mais denso para adaptar, e uma trama mais agitada com a Guerra dos Cinco Reis. É uma temporada mais sofisticada e bem produzida, incluindo também a primeira grande batalha com Água Negra, e que coloca a série em um caminho empolgante.

3. Terceira temporada

Assim que Game of Thrones chega no terceiro ano, as coisas começam a ficar mais sombrias e interessantes, em termos de história. É quando temos o notório Casamento Vermelho, o instigante arco de Jon Snow infiltrado entre os Selvagens e também o início da decaída de Tyrion em Porto Real. Ganharia mais pontos não fosse a subtrama completamente gratuita que nos apresenta a Ramsay Bolton.

2. Primeira temporada

A estreia de Game of Thrones na TV pode não ter sido perfeita, ainda faltava ajustes aqui e ali em termos de produção, figurino e efeitos – até cometendo o pecado de cortar uma batalha grandiosa por questões orçamentárias – mas é a temporada que nos conquista. Todos os personagens são carismáticos e envolventes, e David Benioff e D.B. Weiss oferecem uma adaptação perfeita do primeiro livro da saga. Nostálgica.

1. Quarta temporada

Essa é a picanha de Game of Thrones. Seguindo os eventos chocantes da terceira temporada, o quarto ano se beneficia por ter o melhor trecho de A Tormenta das Espadas para adaptar, que incluem momentos brilhantes como o Casamento Púrpuro, a trama envolvendo a acusação de Tyrion, a invasão dos Selvagens à Muralha e o inesquecível Príncipe Oberyn Martell, um dos personagens mais memoráveis. Impecável em roteiro, direção e grandes batalhas. Uma temporada simplesmente perfeita.

Todas as temporadas de Game of Thrones estão disponíveis na HBO GO.