10 coisas que apenas adultos notam em Pets: A Vida Secreta dos Bichos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pets: A Vida Secreta dos Bichos pode tecnicamente ser considerada uma animação para crianças, mas facilmente atrai os adultos também. Assistir quando se é criança não é o mesmo que quando se é adulto.

Aqui, separamos algumas das coisas que apenas os adultos perceberam em Pets: A Vida Secreta dos Bichos. Vale lembrar que a sequência acabou de entrar em exibição nos cinemas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Katie deveria usar um capacete

Katie não está apenas andando rápido e sem a segurança de Max em suas aventuras de bicicleta, mas também está se arriscando por não usar um capacete. Seria recomendável que tanto Katie quanto Max estivessem usando capacetes.

Como Katie pagou seu apartamento?

A cidade de Nova York é notoriamente cara. Encontrar uma casa para morar por um preço acessível é muito difícil, sem falar que o custo de vida em Manhattan é mais que o dobro da média dos Estados Unidos.

Em 2016, os apartamentos médios de Manhattan estavam custando mais de US$ 4 mil por mês. Katie deve ser bem rica.

A pior maneira de apresentar seu animal de estimação a um novo cão

Duke é um cachorro enorme. Felizmente, é amigável e só quer se dar bem com seu novo companheiro de quarto, Max. Ele animadamente encontra seu novo amigo canino, mas não é bem recebido.

Na vida real, não é recomendável introduzir dois cachorros uns aos outros pela primeira vez dessa maneira. De acordo com a Human Humane Society, é melhor mantê-los controlados a princípio e permitir que se conheçam lentamente.

Os pingentes de coleira precisam ter mais informações

É ótimo que os amados animais de estimação de Pets: A Vida Secreta dos Bichos tenham coleiras com seus nomes, o que pode ser uma grande ajuda se um animal se perder.

No entanto, parece que essas coleiras não têm informações de contato de seus donos. Como informar a um dono que você encontrou seu bicho de estimação se não tem o número dele?

Os animais do esgoto se inspiram em um movimento histórico

Ao longo de Pets: A Vida Secreta dos Bichos, os animais do esgoto, um grupo heterogêneo de animais que foram abandonados por seus donos, servem como os principais vilões. São animais militantes que estão compreensivelmente irritados com os humanos pela forma como foram tratados. 

O grupo é vagamente inspirado no movimento Black Power dos anos 1960 e 1970, o que gerou algumas críticas, já que esses animais de estimação são retratados como os vilões, e seus problemas muito reais são usados ​​como alívio cômico.

Falcões não podem ser bichos de estimação em Nova York

Quando Max e Duke desaparecem, seus fiéis amigos partem em socorro. Durante a aventura, encontram um falcão que vive no topo de seu prédio. Porém, ele precisa ser mantido na linha pois quer comer todos os animais à vista.

Este é um típico comportamento de falcão, então não é surpreendente, mas também é uma grande parte da razão pela qual é improvável que você veja um falcão doméstico em Nova York.

A cidade possui algumas leis bastante rígidas que regem que tipo de animais de estimação os residentes de Nova York podem manter, proibindo-os de possuir animais selvagens e ilegais.

Alguém não deveria estar cuidando de Pops?

Outro animal de estimação que aparece para ajudar é Pops, um idoso Basset Hound que mal consegue enxergar ou andar, mas ainda possui um nariz incrivelmente aguçado. Pops vive o que parece ser uma boa vida.

Como seu dono nunca está em casa, seu apartamento é conhecido como um lugar onde sempre há uma festa. Animais regularmente se reúnem lá, tornando Pops uma celebridade, mas ele é… um tanto abandonado para um cachorro doente.

Os roteiristas são a favor da gentrificação?

Em um ponto de Pets: A Vida Secreta dos Bichos, os animais do esgoto perseguem Max e Duke. Trent diz que todo mundo está indo para o Brooklyn, e que o bairro está fazendo um “grande retorno”, e Snowball responde que ele “não está falando sobre as tendências do mercado imobiliário moderno”.

Os adultos mais experientes podem notar a insolente homenagem ao aumento dos preços dos imóveis no Brooklyn. O bairro há muito tempo abriga comunidades de imigrantes e trabalhadores, mas os preços dos imóveis estão em ascensão e os aumentos nos aluguéis estão afastando os residentes de longa data de suas casas.

Muitas pessoas estão protestando contra essa gentrificação, que é motivo de piada para os escritores de Pets: A Vida Secreta dos Bichos.

Duke nunca correu o risco de sofrer eutanásia

Embora seja difícil não simpatizar com o terror de Duke quando é capturado pelo controle animal, seu medo de passar por uma eutanásia porque será sua segunda vez no abrigo é algo que provavelmente não aconteceria.

Duke não só é fofinho, amável e totalmente adotável, mas os abrigos de animais de Nova York não têm altas taxas de mortalidade.

Nova York com pouco trânsito?

Os visitantes da cidade de Nova York sempre sofrem um choque desagradável quando assistem Pets: A Vida Secreta dos Bichos. Na animação, parece que o trânsito se move rapidamente. No terceiro ato, o controle de animais aparece apenas alguns minutos depois de ser chamado.

Perseguições em carros de alta velocidade em Nova York são possíveis no mundo de Pets: A Vida Secreta dos Bichos. Na vida real, porém, os carros não têm a mesma facilidade de dirigir pelas ruas da cidade.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio