Quando Thanos finalmente estreou de forma efetiva na Marvel durante Vingadores: Guerra Infinita, o caminho para o grande vilão do MCU já havia sido traçado, já que a Marvel preparou a chegada do personagem durante vários anos. Thanos não decepcionou, se tornando o vilão mais icônico da franquia e certamente um dos melhores da história do cinema, mas isso não significa que toda a sua história dos quadrinhos foi contada, já que o personagem sofreu diversas mudanças para ser adaptado aos cinemas.

O ScreenRant listou as 10 grandes mudanças que Thanos sofreu na adaptação para os cinemas.

10. Origem

Apesar de Thanos ser o personagem principal de Vingadores: Guerra Infinita, a grande quantidade de personagens no filme fez com que a Marvel tivesse que simplificar a história de origem do vilão que é contada nos quadrinhos. No filme, é revelado que Thanos vem do planeta Titan, que o expulsou depois de suas ações. Já nos quadrinhos da Marvel, temos mais detalhes sobre Thanos, que explicam que o titã é filho de dois dos Eternos, que o rejeitam por conta de sua aparência deformada.


9. A Ordem Negra

Apesar de Vingadores: Guerra Infinita ser praticamente uma história original, o filme se inspirou em muitos aspectos dos quadrinhos da Marvel. Porém, uma das mudanças com relação aos quadrinhos originais é a maneira em que a Ordem Negra, o grupo de elite de Thanos, é retratada nos cinemas. No filme, Fauce de Ébano atua como líder do grupo enquanto nos quadrinhos esse papel acaba sendo dado a Corvus Glaive. Além disso, o personagem chamado Cull Obsidian tem um nome diferente nas histórias originais, sendo chamado de Estrela Negra.

8. Sua força

Bem no início de Vingadores: Guerra Infinita nós já temos uma demonstração da força de Thanos, que derrota Thor e Hulk facilmente em combate, se mostrando um dos seres mais poderosos do universo. Mesmo assim, no MCU, o personagem tem suas fraquezas, já que até o Homem de Ferro consegue enfrentá-lo de igual pra igual em alguns momentos. Nos quadrinhos da Marvel Thanos é bem mais poderoso, sendo considerado praticamente indestrutível já que ele destrói o escudo do Capitão América sem nenhuma dificuldade.

7. Autoestima

Thanos tem uma personalidade bem interessante em Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato, já que apesar de ser extremamente poderoso e ambicioso, o titã parece ter a “cabeça no lugar” em alguns momentos. Nos quadrinhos da Marvel, o personagem é muito mais arrogante, se considerando um Deus e o ser mais poderoso do Universo. A arrogância de Thanos nos quadrinhos é tão grande que ele chega a construir monumentos em homenagem a si mesmo.

6. Conseguindo as Joias do Infinito

Em Vingadores: Guerra Infinita, acompanhamos a jornada de Thanos para conseguir as Joias do Infinito, o que faz com que o filme tenha uma dinâmica muito interessante de “gato e rato” em que Thanos caça os Vingadores pelo universo em busca das Joias. Nos quadrinhos da Marvel, Thanos obtém as Joias de um jeito muito mais fácil, já que ele não tem que batalhar com os Vingadores e simplesmente sai pelo universo roubando as Joias de seres cósmicos como o Colecionador.

5. O Estalo

O “Estalo” de Thanos se tornou parte da história da cultura pop graças ao final devastador de Vingadores: Guerra Infinita, em que o vilão elimina metade do universo apenas com um estalar de dedos. Nos quadrinhos da Marvel, a ordem de acontecimentos é bem diferente, já que Thanos só enfrenta os Vingadores depois do “Estalo” e não antes de obter todas as Joias do Infinito como nos cinemas.

4. A Morte

Nos quadrinhos, Thanos é perdidamente apaixonado pela Senhora Morte, a personificação da morte no Universo Marvel. Nos cinemas, esse relacionamento com a entidade nunca foi explorado, já que seria muito difícil incluir essa história de maneira verossímil, o que fez com que a personagem fosse excluída de Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato.

3. Motivações

Um aspecto que faz Thanos ser um ótimo vilão nos filmes dos Vingadores é sua motivação única e complexa. Nos cinemas, o vilão justifica seu desejo de eliminar metade dos seres do universo com o argumento de que isso faria bem para a humanidade, já que isso deixaria os sobreviventes com mais recursos disponíveis. Nos quadrinhos da Marvel, as motivações do vilão são muito mais egoístas, já que ele quer matar metade dos seres do universo apenas para impressionar sua amada, a Senhora Morte, o que o torna um completo louco no fim das contas.

2. Thanos o herói

Apesar de matar metade dos seres do universo e causar muitos problemas para os Vingadores, nos quadrinhos da Marvel, Thanos acaba tendo uma redenção, chegando inclusive a ajudar os heróis a desfazer o que ele fez. Nos filmes, nada disso acontece e o vilão só fica pior, chegando inclusive a dizer que a solução  para ele seria eliminar todos os seres do universo e recomeçar do zero.

1. Seu fim

Thanos tem duas mortes nos filmes dos Vingadores. Sua versão do presente acaba assassinada por Thor, depois de se estabelecer em uma fazenda e viver sua “aposentadoria” de maneira pacífica. Já sua versão de 2014, acaba morta ao final de Vingadores: Ultimato pelas mãos de Tony Stark e das Joias do Infinito. Nos quadrinhos da Marvel, Thanos consegue um final feliz depois de fingir sua própria morte e se isolar em sua fazenda pacífica. A cena final de Vingadores: Guerra Infinita foi uma homenagem direta à essa conclusão que o personagem tem na HQ da Marvel.

Vingadores: Ultimato segue em exibição nos cinemas.

Próximo filme da Marvel, Homem-Aranha: Longe de Casa estreia no dia 4 de julho.