Ao longo de 19 anos, a franquia X-Men é a mais duradoura do cinema de quadrinhos, tendo gerado 12 filmes em uma cronologia um tanto confusa – mas aproveitável.

Como X-Men: Fênix Negra representa a culminação desses 19 anos, nada mais apropriado do que fazermos um ranking da franquia, trazendo os filmes do pior ao melhor.

Confira abaixo.


12. X-Men: Fênix Negra

Mas que conclusão mais decepcionante. Não esperávamos muito de X-Men: Fênix Negra, mas o filme de Simon Kinberg conseguiu ser o mais genérico, sem graça e entediante possível, carecendo de uma história forte, um elenco inspirado e ação inspiradora. Um filme esquecível e sem brilho.

11. X-Men Origens: Wolverine

Um dos piores filmes da Marvel na Fox, e que faz uma verdadeira bagunça ao contar os primeiros anos do Wolverine de Hugh Jackman. O ator australiano é o único fator positivo da produção, carregando todo o peso nas costas com bons resultados, mas ainda sofremos o trauma das garras digitais, do roteiro terrível e daquela abominação feita com o Deadpool de Ryan Reynolds.

10. Wolverine: Imortal

Comparado à primeira aventura solo, Wolverine: Imortal é definitivamente um filme mais digno e decente para o Carcaju de Hugh Jackman. Inspirando-se no arco do Wolverine no Japão, o longa de James Mangold acerta pela abordagem mais dramática e a ação, mas decepciona em sua resolução fantasiosa e o terceiro ato fraquíssimo. Mas é um bom filme.

9. Deadpool 2

Após o sucesso arrasador do primeiro filme, Ryan Reynolds e companhia aumentaram a escala para Deadpool 2. É um filme divertido como o original, e que certamente traz uma melhora no visual e na ação – fruto do diretor David Leitch -, mas que carece do brilho e surpresa que marcaram o primeiro.

8. X-Men: O Confronto Final

O encerramento da trilogia original dos mutantes recebe mais ódio do que merece. Claro, o filme de Brett Ratner é muito inferior quando comparado aos primeiros de Bryan Singer, mas O Confronto Final traz uma conclusão emocionante e correta, além de cenas de ação muito criativas. E é, sem sombra de dúvida, uma adaptação de Fênix Negra muito melhor do que a que tivemos em 2019.

7. Deadpool

Depois de conseguir liberdade da Fox, Ryan Reynolds reiniciou sua carreira com sucesso no divertidíssimo Deadpool. É um filme que acerta na subversão da fórmula e o humor escrachado de seu protagonista, que ganha uma adaptação fiel e memorável.

6. X-Men: Apocalipse

OK, sei que essa decisão é controversa. O último filme de Bryan Singer na franquia é detestado pela maioria, mas defendo-o como um dos melhores. Tem problemas de estrutura e o visual do Apocalipse de Oscar Isaac não é lá convincente, mas a trama acerta no drama apocalíptico dos personagens, na relação da equipe e nas insanas sequências de ação, que traduziram como poucos filmes do gênero a pancadaria de super-poderes; a cena do Mercúrio é um grande feito.

Hugh Jackman em X-Men (2000), de Bryan Singer.

5. X-Men: O Filme

O filme que começou tudo. Tudo bem que X-Men pode ter envelhecido no quesito de caracterização e efeitos visuais, mas o primeiro filme de Bryan Singer na franquia acerta na adaptação dos conceitos fantasiosos para um mundo sombrio, frio e que explora os conflitos sociais entre humanos e mutantes. É valioso também por juntar o grande elenco de Hugh Jackman, Patrick Stewart e Ian McKellen, tornando o universo dos X-Men orgânico.

4. Logan

O mais adulto e dramático não só da franquia X-Men, mas também da maioria das produções de super-heróis no cinema. Logan é um estudo de personagem agressivo, melancólico e que explora a mortalidade do Wolverine de forma perfeita, garantindo uma performance brilhante de Hugh Jackman em sua emocionante despedida. Era essa a conclusão que a franquia X-Men deveria ter tido.

3. X-Men: Primeira Classe

Após a primeira trilogia, a Fox fez certo ao apostar em versões jovens do elenco. Eis que nasce X-Men: Primeira Classe, que conquista o público ao trazer uma trama empolgante de Guerra Fria e um elenco fenomenal liderado por James McAvoy, Michael Fassbender e Jennifer Lawrence. A direção de Michael Fassbender também se diverte em suas referências ao cinema de James Bond e espionagem dos anos 60, sendo o filme mais visualmente distinto da franquia.

2. X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

O grande evento da franquia, e que de certa forma é o “Vingadores: Ultimato dos X-Men”. É o grande encontro entre o elenco jovem de Primeira Classe e a geração clássica com Jackman, McKellen e Stewart, gerando uma trama de viagem no tempo ambiciosa e estimulante, contando com algumas das melhores cenas de ação da franquia, mas que no fim realmente envolve pela mensagem de esperança absolutamente inebriante. Um filme que não deveria funcionar, mas que é um tiro certeiro.

1. X-Men 2

É muito difícil definir qual dos 4 filmes nesse ranking fica com o topo, mas constantemente voltamos a X-Men 2. É a expansão perfeita do universo iniciado por Bryan Singer no primeiro filme, trazendo uma história mais inteligente, sombria e também um aprimoramento geral na técnica e nos efeitos visuais. Uma aula de como se fazer uma boa continuação, sendo aquele tipo de filme que transcende o gênero de quadrinhos para se tornar algo mais especial.

Nos cinemas, X-Men: Fênix Negra segue em exibição.