Game of Thrones: Prevemos o que acontecerá nos livros após o fim da série

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Game of Thrones chegou ao fim na TV, mas as histórias de Westeros nos livros das Crônicas do Gelo e Fogo estão longes de acabar.

A saga literária ainda tem mais dois livros a serem lançados: Os Ventos do Inverno e Um Sonho de Primavera. George R.R. Martin já afirmou que alguns pontos do final de Game of Thrones devem ser repetidos nos livros, e alguns devem ser bem diferentes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A declaração faz sentido, já que a trama dos livros é bem mais rica e complexa do que o enredo da série.

O site What Culture previu o que pode acontecer nos próximos livros das Crônicas do Gelo e Fogo. Confira abaixo!

O papel de Euron

O Euron Greyjoy dos livros é extremamente diferente do personagem da série. Nas Crônicas, Euron é um pirata temido em Westeros e Essos, que se envolve com magia negra e tem um plano bem específico para o futuro do Reino.

Um dos capítulos já divulgados de Os Ventos do Inverno traz Euron como um louco megalomaníaco, que sacrifica sacerdotes e mulheres grávidas para aparentemente se tornar uma espécie de divindade lovecraftiana.

O papel de Euron nos livros deve ser bem diferente, já que seu arco envolve um possível casamento com Daenerys, além de estar ligado à jornada de seu irmão Victarion.

A morte de Cersei e Jaime

Nos livros das Crônicas, profecias são realmente levadas a série. Se Maggy, a Rã, afirmou que Cersei será morta pelo “valonqar”, provavelmente esse será o desfecho da vilã.

Nos livros, Cersei deve utilizar o restante do fogovivo em Porto Real para destruir a cidade, provavelmente após um de seus inimigos tentar penetrar a capital. Nos livros, tanto pode ser Daenerys quanto Aegon e a Arianne Martell.

Jaime já afirmou várias vezes que pretende morrer junto com a irmã. Dessa forma, provavelmente, ele retornará para a cidade antes da concretização dos planos de Cersei. Quando ficar sabendo da intenção da irmã de destruir a cidade toda, ele deve matá-la assim como fez como o Rei Louco, para salvar a cidade.

Daenerys em Porto Real

A destruição de Porto Real por Daenerys foi um dos pontos mais controversos da temporada final de Game of Thrones. No entanto, até mesmo nos livros, “Fogo e Sangue” faz cada vez mais parte da história da Targaryen.

Em A Dança dos Dragões, o último livro lançado da saga, Dany ainda está longe de Westeros. A heroína deixou Meereen a bordo de Drogon, após o massacre do Poço de Daznak. A Mãe dos Dragões acabou voando até o Mar Dothraki, e encontra grandes problemas depois que Drogon se recusa a obedecer suas ordens.

Daenerys resolve voltar a pé para Meereen. No entanto, no caminho ela é vítima da doença Égua Descorada, que causa morte lenta. Em sua última cena, ela é encontrada pelo Khalasar de Khal Jhaqo.

Dessa forma, é possível concluir de Aegon consiga revelar suas intenções sobre o Trono de Westeros antes da Rainha dos Dragões. Provavelmente uma das grandes batalhas dos próximos livros deve acontecer entre Daenerys e seu (possível) sobrinho, que terá o apoio de Dorne.

A derrota dos Caminhantes Brancos

Nos livros, os Caminhantes Brancos (ou Outros) não tem um líder como o Rei da Noite, então provavelmente a derrota das criaturas não deve contar com o momento de heroína de Arya. Além disso, a regra de “mate o Rei da Noite e mate todos eles” não vai existir, e as mecânicas da batalha devem ser bem diferentes.

Provavelmente a Batalha deve acontecer em Winterfell, mas a Longa Noite deve durar por muito mais tempo. Além disso, é bem possível que as forças dos Outros cheguem ao Sul, em lugares como a Ilha das Faces ou o Tridente.

A morte de Daenerys

Como o romance de Daenerys e Jon Snow também deve acontecer nos livros, é possível que o Rei do Norte realmente mate a sua amada, por dois motivos específicos.

O primeiro seria o sacrfício. A profecia de Azor Ahai tem uma importância bem maior nos livros, e provavelmente se refere a Daenerys ou Jon Snow. Segundo a lenda, Azor Ahai conseguiu a espada Luminífera ao sacrificar sua amada Nissa Nissa. George R.R. Martin pode estar planejando algo semelhante para Jon e Dany.

O outro motivo seria o mesmo da série. Daenerys tomaria o trono e seria corrompida pelo poder. Jon Snow revelaria sua verdadeira identidade e assumiria o trono em seu lugar.

A destruição do Trono de Ferro

A cena de Drogon destruindo o Trono de Ferro provavelmente não vai acontecer nas Crônicas do Fogo e Gelo. Primeiro porque ela não faz sentido. Drogon não entende as políticas de Westeros e o simbolismo do Trono. Nos livros, o Trono pode ser destruído sim, mas de outra forma, já que ele representa toda a corrupção e violência de Westeros.

A Rainha do Norte

O arco de Sansa é bem diferente nos livros por uma simples razão: ela não é casada com Ramsay Bolton. Nas Crônicas, o destino cruel é reservado para sua antiga amiga Jeyne Poole, que é apresentada ao Norte como Arya Stark. Enquanto isso, Sansa continua residindo no Vale com Mindinho.

Sansa está passando pelo mesmo processo de deixar de ser uma menina inocente e se tornar uma mulher forte e inteligente. A possibilidade dela assumir o trono do Norte no final dos livros é bem grande. Rickon deve morrer e Bran é destinado para coisas maiores. Jon também tem um caminho diferente. Dessa forma, Sansa deve permanecer como herdeira de Winterfell, e possivelmente Rainha do Norte, já que a independência do Reino é uma parte bem importante dos livros.

Outra possibilidade é de Sansa não governar apenas o Norte, mas o Norte e o Vale.

O destino de Bran

Provavelmente, Bran vai terminar os livros como Rei de Westeros. George R.R. Martin aparentemente contou o final do personagem para Isaac Hempstead Wright.

Nos livros, a história começa com Bran e o personagem sempre é mostrado como um condutor para as trama de Westeros. Ao se tornar o Corvo de Três Olhos, ele também se torna o guardião das histórias do Reino.

Martin já revelou que Bran é um de seus personagens preferidos, então o fim dele nos livros deve ser o mesmo da série.

Tyrion

Assim como Bran deve realmente ser Rei, Tyrion provavelmente vai terminar como sua Mão. O Duende deve assumir a posição a contragosto, trazendo seu arco a um ciclo completo.

Dessa forma, Tyrion deve realmente governar Westeros. Ele já provou sua habilidade, e após servir Daenerys, deve passar para o lado de Bran depois da morte da Rainha.

O Pequeno Conselho também deve sofrer algumas mudanças. Provavelmente Bronn não vai ganhar um lugar no governo, já que sua popularidade é mais comprovada pela série. Brienne realmente pode assumir o posto de Lorde Comandante da Guarda Real. Sam seria um ótimo Grande Meistre e Davos poderia assumir o posto de Mestre dos Navios.

A jornada de Arya

A trama de Arya ainda está em um ponto completamente diferente nos livros, mas seu final deve ser o mesmo da personagem da série.

Nos livros, Arya tem o poder dos Wargs. Ela pode assumir o controle de sua loba Nymeria, assim como Bran faz com Verão. Usando essa habilidade, Arya resgatou o corpo de sua mãe do rio. Catelyn acabou se tornando a temida Lady Coração de Pedra, e seria muito interessante Arya reencontrar sua mãe.

Após esse encontro, no entanto, Arya deve deixar Westeros. Assim como Nymeria, ela tem uma ferocidade incrível, e é difícil imaginá-la parada em algum lugar, mesmo governando ou lutando contra o mal. Provavelmente ela deve deixar Westeros e embarcar em uma jornada de aventuras pelo mundo.

Jon e a Muralha

O final de Jon Snow nos livros deve ser o mesmo da série. O personagem deve descobrir sua verdadeira identidade, lutar contra os mortos, sacrificar sua amada e retornar para a Muralha por não querer governar.

No entanto, nos livros a maneira como Jon vai parar na Muralha pode ser diferente. Ao invés de ser condenado, ele deve escolher a vida de serviço, assim como o falecido Meistre Aemon.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio