Nesta segunda-feira, 15 de julho, Harry Potter e o Enigma do Príncipe completa 10 anos desde sua estreia nos cinemas. É considerada uma das adaptações menos fiéis da saga, mas ainda assim, um ótimo filme.

Aqui, lembramos 10 mudanças que o filme de David Yates fez em relação ao sexto livro de J.K. Rowling.

Confira abaixo.


Ataque em Londres

Uma das melhores adições na adaptação para os cinemas de O Enigma do Príncipe é quando vemos os Comensais da Morte espalhando caos por Londres. Especificamente, a espetacular destruição da ponte Millennium, que é apenas citada no livro. Ver essa cena certamente oferece uma ambientação mais forte.

Rufo Scrimgeour

O sexto livro de Harry Potter começa com a introdução de um personagem semi-importante no final da história: o novo Ministro da Magia, Rufo Scrimgeour. No filme, ele nem aparece, surgindo apenas em As Relíquias da Morte: Parte 1, vivido pelo ator Bill Nighy.

Flashbacks de Tom Riddle

A grande porção da narrativa de O Enigma do Príncipe envolve Harry e Dumbledore visitando as memórias de Tom Riddle para investigar sua transformação no Lord Voldemort. As principais cenas estão no filme, mas diversos momentos que exploram melhor as motivações e infância de Riddle ficaram de fora.

Snape professor

Uma das grandes novidades em Harry Potter e o Enigma do Príncipe é que Severo Snape finalmente consegue o posto de professor de Defesa Contra as Artes das Trevas. O filme cita a mudança, mas nunca vemos de fato essas aulas, que no livro trouxeram momentos antagônicos relevantes entre Snape e Harry. 

Relação de Lupin e Tonks

É uma pena que o cinema tenha praticamente ignorado uma das relações mais divertidas dos livros: o lobisomem Remo Lupin e a transmorfo Nymphadora Tonks. Na adaptação de o Enigma do Príncipe, a relação do casal é apenas brevemente citada, mas não tem o mesmo aprofundamento do livro.

Ataque na Toca

Mais uma cena de ação criada pelo roteirista Steve Kloves para movimentar a história, vemos Bellatriz Lestrange e Fenrir Greyback atacando a residência da família Weasley na metade do filme. Os Comensais da Morte destroem a Toca, mas é uma ação um tanto inconsequente, já que ela é reconstruída no filme seguinte.

O beijo com Gina

Todo o romance entre Harry e Gina Weasley é feito de forma bem apressada e sem carisma no cinema, mas uma das grandes mudanças vem no primeiro beijo. No livro, ele acontece em meio a uma celebração após um jogo de quadribol da Grifinória (como o de Rony e Lilá), e que Rony inclusive testemunha. No filme, é um momento mais íntimo entre os dois, sozinhos na Sala Precisa.

O Príncipe Mestiço

O nome da história é literalmente o Enigma do Príncipe, e a tal “realeza” do título nem ao menos é explicada no filme. Sabemos que é Severo Snape, mas é uma revelação que simplesmente vem sem o menor impacto, enquanto no livro somos apresentados à origem de Snape e os motivos que o levaram a adotar o título de Príncipe Mestiço.

Batalha em Hogwarts

A mudança mais sentida pelos fãs em O Enigma do Príncipe é a ausência da Batalha em Hogwarts, que acontecia logo quando Harry e Dumbledore voltavam de sua expedição para encontrar a primeira Horcrux. A cena acabou cortada do filme pois o diretor David Yates considerou que seria repetitivo ter duas batalhas no castelo, já que As Relíquias da Morte dedicaria um filme inteiro a isso.

Funeral de Dumbledore

 Mais uma cena do final do livro que acabou de fora do filme. Ela mostrava os alunos de Hogwarts no funeral de Alvo Dumbledore, marcado por um túmulo branco. Talvez fosse melancólico demais para um desfecho já bem triste.