Nesta quinta-feira, 11 de julho, Harry Potter e a Ordem da Fênix comemora aniversário de 12 anos de lançamento. E mesmo o filme tendo sido lançado há tanto tempo, ainda está na memória dos fãs como um dos melhores longas da franquia do bruxo.

Harry Potter impactou a vida de pessoas de todas as idades, com a sua história surpreendente e maravilhosa de acompanhar. Por isso até hoje, a saga tem milhões de seguidores por todo o mundo.

Em comemoração ao aniversário de Harry Potter e a Ordem da Fênix, a seguir vão 10 segredos escondidos nos livros da série escrita por J.K. Rowling.


Sibila Trelawney previu as mortes de Dumbledore e Sirius

Em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Trelawney é convidada a sentar na mesa para comer, mas recusa dizendo que seria a 13ª da mesa e isso traria azar. Completou dizendo que o primeiro a se levantar numa mesa de 13 morreria. Ela estava falando de Dumbledore. Em A Ordem da Fênix, Sirius foi também o primeiro a se levantar numa mesa de 13.

Entrada para o escritório de Dumbledore é literalmente uma “porta de Griffo” (Griffin Door)

Sabemos que um professor não deve ter alunos preferidos, e Dumbledore não parece ser um desses que puxa saco. Mas J.K. Rowling deixa clara a preferência dele, quando faz a porta do seu escritório com uma escultura de um hipogrifo.

J.K. Rowling revelou a relação entre Gina e Harry mais cedo do que parece

Durante uma partida de Quadribol entre Grifinória e Corvinal, Gina e Cho Chang correm em busca do pomo de ouro representando suas equipes. Quando Gina pega primeiro, segundo J.K., significa que ela ganhou o coração de Harry.

A força é vista em três

O número três é muito valorizado na obra de J.K. Rowling. Representa o trio principal, as relíquias da morte e os feitiços imperdoáveis.

O amor de Snape por Lílian foi disfarçado em uma aula de poções

Em Harry Potter e a Pedra Filosofal, Snape começa a fazer várias perguntas para Harry que ele não conseguiria responder. Uma dessas era o que resultaria na junção de raiz de asphodel com uma infusão de absinto. Asphodel é da família dos lírios, e é associado a morte, assim como absinto é uma fonte de tristeza. Ele queria dizer que sentia profunda tristeza pela morte de Lílian.

O nome de Lupin revela sobre a sua licantropia bem mais do pensávamos

Remus Lupin é um lobisomem na saga Harry Potter, mas só descobrimos isso propriamente em O Prisioneiro de Azkaban. Mas J.K. Rowling já tinha nos dado pistas com o nome do personagem. Remus era o nome de um dos irmãos ditos como fundadores de Roma, que foi criado por… lobos! E Lupin vem diretamente do latim “lupus”, que significa lobo. Mais claro do que isso? Impossível!

Hagrid livra Harry de Voldemort duas vezes

Hagrid sempre esteve presente para Harry e isso não podemos negar. No primeiro livro, ele leva Harry para longe do mundo da magia, e longe de Voldemort. E no último livro, ele faz isso mais uma vez. Todos amamos Hagrid.

Trelawney previu que Harry era uma horcrux

Em Harry Potter e o Cálice de Fogo, Harry acha que a professora não está bem, já que não lembra nem quando ele nasceu. Ela insiste em dizer que foi no meio do inverno, sendo que Harry nasceu no fim de Julho. Na verdade ela estava dando ouvidos a Horcrux de Voldemort, que nasceu no meio do inverno.

O trio acha uma horcrux em A Ordem da Fênix e nem percebe isso

Em Harry Potter e a Ordem da Fênix, quando o trio vai para o Largo Grimmauld 12, eles encontram algumas coisas peculiares. Entre elas, o medalhão de Salazar Sonserina. J.K. escreve “nenhum deles poderia abrir”, porque eles só descobririam como no momento certo, que seria mais tarde na continuação da série.

Harry e Voldemort tiveram infâncias idênticas

Ambos eram órfãos e foram criados por pessoas que não os amavam, eram bem diferentes das crianças que cresceram juntos, e não gostavam de feriados, porque teriam que sair de Hogwarts e encontrar seus guardiões legais.