A Marvel é bem conhecida por suas mortes impactantes tanto nos quadrinhos quanto nos cinemas, mas isso não significa que a DC fica muito atrás. Ao longo de décadas, a DC Comics vem criando histórias bem trágicas e consequentemente matando vários de seus heróis em todas elas.

O WhatCulture listou as 10 mortes mais trágicas da história da DC.

10. Alexandra DeWitt

Quando Kyle Rayner – terceiro personagem a assumir a identidade do Lanterna Verde principal da DC – está lidando com ameaças cósmicas, o vilão Major Força se aproveita da situação para atacá-lo, o que o leva a executar Alexandra DeWitt – a namorada de Rayner – e colocar o corpo dela no refrigerador de seu apartamento, o que é certamente um dos momentos mais trágicos dos quadrinhos da DC.


9. Superman

Apesar de não ser definitiva, a morte do Superman foi um dos eventos mais impactantes da história dos quadrinhos. Na HQ, A Morte do Superman, da DC Comics, o Homem de Aço é assassinado pelo vilão Apocalypse, o que gera um dos momentos mais emocionantes das HQs da DC, já que o Superman representava o símbolo da esperança e do heroísmo na humanidade.

8. Questão

O Questão nunca foi um grande super-herói nos quadrinhos da DC, o que o levou a passar vários anos na “geladeira” da editora sem participar de muitas histórias importantes. Porém, durante a minissérie 52 da DC Comics, o personagem ganhou destaque graças ao desaparecimento dos grandes super-heróis nessa história.

Além de treinar Rennee Montoya – personagem clássico das HQs do Batman – para o seu lugar, Questão tem uma morte bem emocionante durante a HQ 52, sendo vítima de um câncer de pulmão.

7. Arthur Curry, Jr.

Em uma das mortes mais trágicas dos quadrinhos da DC, o vilão Arraia Negra captura o jovem Arthur Curry, Jr. – o filho do Aquaman também conhecido como Aquababy – aprisionando-o em uma caixa que acaba fazendo com que ele morra sufocado.

6. Homem-Elástico

Durante a HQ 52 da DC, o Homem-Elástico também sofre de um terrível fim. Tentando lidar com a morte de sua esposa – chegando inclusive a procurar maneiras de ressuscitá-la, Ralph Dibny acaba assassinado pelo vilão Neron, que utiliza o próprio anel de sua esposa morta para matá-lo atravessando o seu peito.

5. Stephanie Brown

Durante a HQ Jogos de Guerra da DC, Stephanie Brown – conhecida como a vigilante Spoiler – se tornou a Robin, fiel escudeira do Batman. Infelizmente, foi na mesma história em quadrinhos que a personagem terminou assassinada, o que é bem trágico já que a Stephanie nunca foi reaproveitada nos quadrinhos da DC na maneira em que deveria depois deste evento.

4. Besouro Azul

Ted Kord, o Besouro Azul, sempre foi um dos heróis mais bobos da DC, o que é até interessante para um personagem tão secundário, já que isso faz com que ele tenha personalidade. Curiosamente, um dos momentos mais marcantes do Besouro Azul nos quadrinhos da DC é sua trágica morte pelas mãos de Maxwell Lord, o líder da organização Xeque Mate, que atira na cabeça do pobre Ted sem nenhuma piedade.

3. Os Robins

Depois de tudo o que aconteceu nos quadrinhos da DC, o Batman certamente não deveria se tornar responsável por crianças. As mortes do Robin – fiel escudeiro do Cavaleiro das Trevas – sempre foram eventos trágicos na DC, com destaque especial é claro para a morte de Jason Todd pelas mãos do Coringa e para a trágica morte do jovem Damian Wayne.

2. Jonathan Kent

Jonathan Kent morreu tantas vezes que é difícil citar uma ocasião em específica que foi mais trágica. O pai adotivo do Superman é o equivalente a Jean Grey nos quadrinhos da Marvel, ou seja, ele sempre morre e sempre é ressuscitado em inúmeras vezes. É claro que isso não diminui a tragédia das mortes do personagem, que é um dos mais simples e inocentes dos quadrinhos da DC.

1. The Flash

No evento Crise nas Infinitas Terras da DC, Barry Allen, o Flash, sofre a morte mais trágica de todas. Depois que o Antimonitor utiliza uma arma para destrui todo o universo, Flash se sacrifica para salvar a todos, sugando toda a destruição da arma com seus poderes, o que é um dos atos mais heróicos dos quadrinhos da DC até hoje.