Não é segredo para ninguém que Star Wars mudou o jeito de se fazer cinema. Seja em termos tecnológicos ou em termos de história, é fato que a franquia da Disney ajudou a construir o cinema moderno. Para muitos, a Marvel se inspirou bastante em algumas coisas criadas por Star Wars para construir o seu universo cinematográfico.

O ScreenRant listou 10 coisas do MCU da Marvel que foram influenciadas por Star Wars.

Uma reviravolta no ato final

O final de Star Wars: O Império Contra-Ataca é um dos mais devastadores do cinema. Nele, temos a reviravolta em que Luke Skywalker descobre ser vilho de Darth Vader, Luke perde a mão, Han Solo é capturado e os heróis são totalmente derrotados pelo Império.


Curiosamente, a Marvel faz a mesma coisa em Vingadores: Guerra Infinita. Thanos derrota os Vingadores de maneira cruel, vencendo os heróis e conquistando seu principal objetivo, que era eliminar metade da população do universo.

Separar os protagonistas

Em Star Wars: O Império Contra-Ataca, os heróis são separados em dois grupos. Luke e R2-D2 vão para Dagobah se encontrar com Yoda, enquanto Han, Leia, Chewie e C3PO seguem em sua fuga do Império.

A Marvel estrutura Vingadores: Guerra Infinita de maneira semelhante, separando os heróis em grupos. Thor se junta aos Guardiões da Galáxia, o Capitão América lidera a maior parte dos heróis em Wakanda e o Homem de Ferro se aventura pelo espaço ao lado do Homem-Aranha e do Doutor Estranho.

Terminar os filmes com uma batalha

Ambas as franquias gostam de terminar seus filmes com batalhas, sejam elas individuais – Luke versus Darth Vader, Homem-Aranha versus Abutre – ou em grupo – a destruição da Estrela da Morte, a Batalha de Wakanda. No fim, assim como Star Wars, a Marvel gosta de terminar seus filmes com uma grande e emocionante batalha.

Universo imersivo

A construção de mundo e criaturas de Star Wars é muito imersiva. Estrela da Morte, Cidade das Nuvens, Tatooine. Todos estes são lugares icônicos da franquia, que mostram como o Universo Star Wars é gigante e diverso. A Marvel produz um efeito semelhante quando apresenta povos diversos como os de Wakanda e Asgard.

O poder das trilogias

Kevin Feige, o chefe do Marvel Studios, já declarou ser um fã do formato de trilogias cinematográficas e isso pode ser visto nos filmes dos principais heróis do estúdio, como o Homem de Ferro e o Capitão América. Trilogias são uma máxima em Star Wars e as principais histórias da franquia são contadas neste formato.

Filmes planejados

Nos anos 70/80, filmes não ganhavam tantas sequências como ganham hoje. Star Wars foi uma franquia que quebrou essa regra, já que George Lucas planejou uma trilogia inteira para os cinemas – e a ideia foi comprada pelos fãs. Hoje em dia a Marvel faz a mesma coisa, já que ela anuncia diversos filmes de uma vez, comprometendo seus fãs a irem no cinema prestigiar todas as novas produções.

Edição de Som

Ambas as franquias se destacam nos aspéctos técnicos e um dos melhores deles é a edição de som. Star Wars sempre se destacou por seus sons criativos e inéditos, como os barulhos de R2-D2 e a respiração de Darth Vader. A Marvel seguiu o mesmo caminho e sons como os da armadura do Homem de Ferro e o escudo do Capitão América sendo atirado são realmente impressionantes.

Linhas do tempo

Star Wars adora viajar por linhas do tempo e contar eventos do passado e do futuro – como a trilogia nova que conta a origem de Darth Vader. A Marvel faz a mesma coisa em momentos pontuais, como por exemplo quando ela mostra como Howard Stark deu o escudo ao Capitão América, ou como o próprio filme da Capitã Marvel, que se passa décadas antes da linha do tempo atual da franquia.

Vilão inesquecível

Os Irmãos Russo sempre declararam que queriam que Thanos fosse para a Marvel o que Darth Vader é para Star Wars. No fim das contas ele conseguiram e Thanos é mesmo o grande vilão dessa geração nos cinemas, assim como Darth Vader foi no passado.

Narrativa serializada

Deixar pontas soltas e mistérios no ar é algo que Star Wars sempre fez, criando assim uma narrativa serializada, que indica que “as respostas virão no próximo capítulo”. A Marvel faz a mesma coisa com seus filmes, criando uma sensação de que as histórias nunca terminam. E de fato, não terminam mesmo.