Spoilers de Homem-Aranha: Longe de Casa abaixo!

Homem-Aranha: Longe de Casa tem uma reviravolta bem interessante no que se refere ao vilão do filme. Apesar da campanha de marketing ter tratado Quentin Beck/Mystério (Jake Gyllenhaal) como um aliado do Homem-Aranha (Tom Holland), o longa revelou que ele – assim como nos quadrinhos – é mais um antagonista do amigo da vizinhança, agindo aqui como o grande vilão do filme.

O ScreenRant explicou todos os detalhes sobre Mystério, o vilão de Homem-Aranha: Longe de Casa.


Mystério é um ex-funcionário de Tony Stark

Antes de se tornar Mystério em Homem-Aranha: Longe de Casa, Quentin Beck era um funcionário das Indústrias Stark. Foi ele o responsável pela criação da tecnologia BARF – apresentada por Tony Stark em Capitão América: Guerra Civil. Irritado com a arrogância de Tony, que usa o BARF apenas para si próprio, Quentin decide se vingar de todos os super-heróis, arquitetando um plano para desmoralizá-los.

Com isso, Mystério espera conseguir a atenção da sociedade, preenchendo o vácuo deixado pela morte do Homem de Ferro e se tornando o novo grande herói que a sociedade precisa. Em Homem-Aranha: Longe de Casa, Mystério acredita que os heróis deveriam ser pessoas comuns e não apenas privilegiados como Tony Stark.

Mystério forjou os Elementais e o multiverso

Em Homem-Aranha: Longe de Casa, Mystério surge com uma história trágica, afirmando que ele é de outra Terra – que existe graças ao multiverso – que foi destruída pelos Elementais. No fim, tudo isso é mentira. O multiverso existe de fato – mas não como Mystério elabora – mas os Elementais são apenas projeções que o vilão criou com sua tecnologia.

Tudo isso faz parte do plano de Mystério para se tornar o grande herói da Terra em Homem-Aranha: Longe de Casa. O falso multiverso dá a ele uma história de origem trágica – e explica porque ele esteve no anonimato esse tempo todo – e os Elementais são vilões fictícios que ele usa para se promover.

O plano final de Mystério

Em seu plano final, Mystério tenta realizar um atentado em Londres, acreditando que a morte de inocentes – junto com o Homem-Aranha – causariam a comoção necessária para que a sociedade o proclamasse um heroí. Felizmente, Peter Parker consegue superá-lo no ato final de Homem-Aranha: Longe de Casa, utlizando seu “sentido aranha”.

Superando as ilusões do vilão, o Homem-Aranha aprende inclusive a usá-las contra ele. Ao fim de Homem-Aranha: Longe de Casa, Mystério é vítima de sua própria arma, que acaba atingindo-o acidentalmente, o que dá um fim definitivo ao vilão.

A carta na manga

Mesmo com sua morte, Mystério ainda encontra um jeito de vencer. Ao final de Homem-Aranha: Longe de Casa, temos a revelação de que o vilão filmou a batalha de Londres de uma forma que dá a entender que o Homem-Aranha foi responsável pelos ataques.

Além disso, o Clarim Diário – jornal clássico dos quadrinhos da Marvel – revela a identidade de Peter Parker, nomeando-o como um grande vilão e exaltando o falecido Mystério como “o maior herói de todos os tempos”. Com isso, mesmo após a morte, Mystério conseguiu realizar seu objetivo em Homem-Aranha: Longe de Casa, ganhando a opinião pública e entrando para a história como um grande herói.

Mystério é bem parecido com sua versão nos quadrinhos

Apesar de algumas diferenças pontuais, o Mystério de Homem-Aranha: Longe de Casa acaba sendo bem parecido com o dos quadrinhos da Marvel. Na primeira aparição do vilão em O Espetacular Homem-Aranha #13, Mystério aparece para punir Peter Parker por seus “crimes”. Obviamente tudo isso se trata de uma ilusão criada pelo vilão, que utiliza o Homem-Aranha para se promover.

Afinal, o que Mystério representa para o MCU?

Mystério é um vilão que funciona muito bem em Homem-Aranha: Longe de Casa e é pelos mesmos motivos que o Abutre funciona em Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Seu ressentimento por Tony Stark faz com que ele seja o antagonista perfeito para o Homem-Aranha – que quer honrar o legado do Homem de Ferro. No fim das contas, Peter Parker é o resultado do legado positivo de Tony Stark e Mystério é resultado do legado negativo, o que torna esse debate muito interessante para o futuro do MCU.

Homem-Aranha: Longe de Casa está em exibição nos cinemas.