O Rei Leão estreou nesta semana, e já está fazendo sucesso no mundo todo. Fãs da animação original de 1994 aprovaram o design realista do novo filme, e a narrativa foi evoluída de várias formas.

Em alguns aspectos, a nova versão de O Rei Leão superou o original. Em outros, o filme de 1994 continua vitorioso.

Confira abaixo 6 aspectos de O Rei Leão original que são melhores que o remake!


O ritmo

De várias formas, a nova versão de O Rei Leão é um remake fiel ao filme original. No entanto, o ritmo do longa acaba saindo prejudicado. Momentos importantes, como a canção de Scar e os conselhos de Rafiki são cortados, e mesmo assim, o enredo parece corrido e peca no desenvolvimento dos personagens.

As vozes

Nem mesmo algumas das vozes mais talentosas do mundo do entretenimento conseguem superar o elenco perfeito da versão original de O Rei Leão. Em certos pontos, o roteiro não parece combinar com as vozes dos dubladores. Certos personagens, no entanto, como Timão e Pumba e as hienas, contaram com ótimas dublagens.

Realismo X Deslumbramento

A nova versão de O Rei Leão é extremamente realista, e a produção merece todos os parabéns para maneira como criou o visual dos personagens. No entanto, as novas cenas não contam com a mesma carga dramática do filme original, marcado pelas expressões cartunescas dos personagens.

Emoção

É difícil para um animal realista passar emoção para o público. Por isso, grande parte das cenas do filme parece apática. Na animação, era possível saber exatamente o que cada momento significava pelas expressões dos animais.

Trilha sonora

Em O Rei Leão, a trilha sonora é quase tão importante quanto o enredo. A decisão de tirar uma das músicas mais importantes do longa, “Be Prepared”, não causou o efeito desejado. O resto da trilha sonora é bem agradável e consegue desempenhar bem seu papel.

Os números musicais

Além da trilha sonora magnífica, a versão original de O Rei Leão também contava com várias sequências de coreografia que realmente davam vida à selva. Com o novo realismo do remake, é impossível que os números musicais sejam tão cativantes.