Publicidade

Os melhores e piores casais de Chicago Fire

Publicado por Victor Gama

25/07/2019 14:52

Mesmo com todas as explosões e cenas épicas, a grande força de Chicago Fire são seus personagens. A série mostra como alguns laços de amizade e companherismo são eternos enquanto outros estão destinados a terminar. Por isso, vamos falar dos melhores – e piores – casais de Chicago Fire, sejam eles casais de amigos ou românticos.

O ScreenRant ranqueou os piores e melhores relacionamentos de Chicago Fire. Vamos começar pelos melhores.

Melhores: Mouch e Herrmann

Herrmann e Mouch possuem uma conexão especial em Chicago Fire. A amizade dos dois é uma das coisas mais divertidas de se ver na série. Quando Herrmann faz algo inconsequente – acontece bastante – é Mouch quem tem que segurar a barra e lidar com as consequências. No fim, um precisa do outro.

Melhores: Cruz e Otis

Otis e Cruz são como as versões mais jovens de Herrmann e Mouch. Os dois são parceiros inseparáveis e assistí-los juntos é simplesmente hilário. O fato dos dois morarem juntos torna tudo ainda mais engraçado e divertido para essa dupla, que é uma das favoritas dos fãs de Chicago Fire.

Melhores: Severide e Shay

Desde a morte de Shay, Chicago Fire perdeu uma das melhores parcerias da série, já que ela era bem próxima de Severide. A amizade deles era bem verdadeira e ambos estavam sempre dispostos a ajudar um ao outro. Eles entravam em conflito as vezes – muito por conta do difícil temperamento de ambos – mas no fim, a amizade deles superava tudo. Severide ainda sofre com a morte de Shay.

Melhores: Firehouse 51 e Unidade de Inteligência

Apesar dos problemas iniciais com Voight e Matt, a Firehouse 51 e a Unidade de Inteligência seguem trabalhando juntas em Chicago Fire. Mesmo com alguns desentendimentos, as duas equipes conseguem trabalhar juntas e é incrível ver a cooperação de todos os personagens. Veremos como isso vai mudar com a saída de Antonio Dawson.

Agora, vamos falar das piores duplas de Chicago Fire.

Piores: Severide e Casey

Esse relacionamento é um dos mais mal explorados da Chicago Fire. Esperava-se que Severide e Casey entrassem em conflito com mais frequência – o início da série indica isso – mas no fim, a relação deles é de uma amizade comum, o que torna tudo menos interessante do que poderia ser, já que um conflito entre os dois homens poderia gerar uma trama bem interessante.

Piores: Boden e Severide/Casey

Comandar um Quartel de Bombeiros não deve ser fácil, por isso Boden tem que contar muito com a ajuda de Severide e Casey para manter tudo em ordem. Infelizmente, Chicago Fire explora pouco a relação entre os três, que poderia ser muito mais próxima e profunda, especialmente nos momentos de descontração.

Piores: Matt e Gabby

Matt e Gabby são um grande exemplo de casal que não deu certo em Chicago Fire. Sim, eles tiveram belos momentos, mas as coisas ruins acabaram se destacando mais. No fim, os dois queriam coisas diferentes e o relacionamento durou mais do que deveria.

Piores: Severide e Anna

Este é mais um casal de Chicago Fire que nunca deveria ter acontecido. E pior ainda, ele aconteceu na hora errada. Eles se amavam e foi bonito ver Kelly amadurecendo para ficar com Anna, mas no fim das contas, tudo o que restou foi sofrimento, já que Anna morre de maneira trágica.

Piores: Matt e Sylvie

Esse casal ainda não aconteceu, mas indícios fortes apontaram para isso durante a 7ª temporada de Chicago Fire. Os dois têm química e ambos sabem o que é necessário para fazer um casal funcionar, mas o final da 7ª temporada deixou as chances desse casal bem baixas, já que Chaplain está decidido em conquistá-la também. No fim, parece que os roteiristas de Chicago Fire perderam uma grande oportunidade. Veremos o que os espera na 8ª temporada.

Chicago Fire deve retornar para sua 8ª temporada no final de 2019 ou início de 2020.

Publicidade