Stranger Things 3 está dividindo opiniões e nem todo mundo gostou da nova temporada. Mesmo assim, existem alguns aspectos da série que estão inegavelmente melhores e que estão evoluindo naturalmente. Nós precisamos falar sobre eles.

O ScreenRant listou as 7 coisas de Stranger Things 3 que superaram as primeiras temporadas.

Relacionamentos

Os relacionamentos de Stranger Things estão cada vez melhores. Na nova temporada temos novos casais, como Lucas e Max, além de novas amizades, como Robin e Steve. Hopper é um pai neurótico agora – e isso é um lado bem interessante do personagem – e sua relação com Joyce também está se transformando.


Um dos trunfos de Stranger Things 3 é essa capacidade de se aprofundar ainda mais nas relações dos personagens, que estão cada vez mais complexas e com mais camadas interessantes.

Comédia

Stranger Things 3 não se leva muito a sério e isso é uma das coisas mais interessantes da nova temporada. Ao contrário das duas primeiras, que tinham um tom mais sombrio, esta está mais focada em trazer um lado cômico para todas as situações, o que dá um charme especial para a série e um espaço para que seus talentosos atores explorem lados diferentes dos personagens.

Muita música

Música sempre foi um forte de Stranger Things e a terceira temporada eleva isso ainda mais. A nova temporada chega até a tocar músicas da Madonna – em um momento bem divertido – o que mostra como o apelo à nostalgia ainda está em alta e como a série ainda consegue evoluir nesse quesito.

‘Galhofa’

Stranger Things 3 realmente não se leva a sério e isso é um ponto muito positivo. A nova temporada não só relembra os clássicos dos anos 80 mas se transforma neles, inserindo em sua narrativa algumas piadas (e furos de roteiro) clássicos dos anos 80, que chegam inclusiva até a distorcer a lógica em nome do entretenimento, o que é bem vindo no fim das contas. Temos até mesmo um personagem idêntico ao Exterminador do Futuro na série, o que é bem hilário.

Estrutura

A estrutura de Stranger Things 3 é bem melhor do que a das temporadas anteriores. Todo episódio termina com uma reviravolta, mas ao mesmo tempo cada um deles conta uma história interessante por si só, o que torna todos os 8 episódios da temporada um entretenimento válido. No fim, a 3ª temporada funciona tanto em uma maratona quanto em um consumo mais lento dos episódios.

O mistério

O novo mistério de Stranger Things 3 é bem mais interessante do que os anteriores. Como já conhecemos o vilão – o Devorador de Mentes – o foco fica mesmo por conta dos pequenos detalhes do mistério e como os personagens o descobrem. A jornada de Joyce e seus imãs e a de Nancy como réporter são algumas das tramas mais interessantes da série.

Terror

As crianças de Stranger Things estão mais velhas agora e isso abre espaço para cenas graficamente mais fortes, o que é bem positivo para uma série tão focada em suspense mistério. Stranger Things 3 tem um vilão nojento e grotesco e suas cenas de ação e violência não ficam para trás. Essas cenas são ótimas para equilibrar a série entre a comédia e o terror, fazendo com que ela entregue um produto final bem completo.

Todas as temporadas de Stranger Things estão disponíveis na Netflix.