5 motivos pelos quais você deve ficar preocupado com Rambo 5

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Rambo: Programado para Matar, chegou aos cinemas em 1982, fazendo um sucesso tão estrondoso que acabou elevando ainda mais o patamar da carreira de Sylvester Stallone, que já era um grande astro de ação na época.

Com duas sequências ruins, Rambo voltou à sua antiga forma em 2008, com o lançamento de Rambo IV, que fez muito sucesso entre os fãs da franquia. Agora, o herói de Sylvester Stallone estará de volta em Rambo: Até o Fim, quinto filme do soldado nos cinemas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apesar do sucesso do último filme, lançado há 11 anos, existem diversos motivos para nos preocuparmos com a existência de Rambo 5, que pode acabar sendo um grande desastre e um encerramento bem pífio para o herói de Sylvester Stallone.

O ScreenRant listou cinco coisas de Rambo: Até o Fim que podem deixar os fãs da franquia preocupados.

Vilões repetitivos

Em Rambo: Até o Fim, o personagem de Sylvester Stallone enfrentará um cartel de bandidos mexicanos que sequestrou a filha de um amigo. Infelizmente, essa escolha de vilões já está bem clichê em Hollywood, especialmente em filmes de ação.

Além de ofensivo, o estereótipo de “traficante mexicano” já foi visto em quase todo filme de ação nas últimas duas décadas, sendo quase que o equivalente ao estereótipo de “vilão russo” tão usado nos anos 80. Rambo e Sylvester Stallone poderiam ter vilões mais criativos e modernos.

Dificuldade em alcançar o nível dos outros filmes da franquia

O primeiro filme de Rambo é um clássico, e os dois seguintes são quase paródias, de tão ruins. Felizmente, o quarto filme da franquia recolocou ela nos eixos, entregando aos fãs uma história interessante e repleta de ação. Daí, surge a pergunta, por que continuar?

Se Rambo IV encerrou bem a história e entregou ao público um filme interessante, qual o sentido em fazer uma sequência e arriscar encerrar a história de um jeito insatisfatório? A verdade é que Sylvester Stallone está correndo o risco de entregar um filme pior do que o anterior e isso é bem perigoso.

A história

No meio de todas as cenas de ação, o primeiro Rambo dava ao seu público um subtexto interessante para se pensar, trazendo uma reflexão sobre os traumas sentidos pelos veteranos de guerra. Será que o novo filme também vai trazer algum conteúdo interessante?

Pelo que vimos até agora, Rambo: Até o Fim parece ser apenas um filme repleto de ação e sem nenhuma história interessante e/ou inovadora para contar. Podemos estar enganados – e esperamos isso – mas se Sylvester Stallone entregar uma história medíocre para o público, a existência do quinto filme não fará o menor sentido.

Baixo custo?

O orçamento de Rambo: Até o Fim ainda não foi divulgado, mas esperamos que ele seja alto e ainda maior do que o do último filme. Fazer cenas de ação bem feitas custa caro e Sylvester Stallone sabe disso. Explosões feitas em computador não são o suficiente e é necessário fazer as coisas do jeito mais real possível.

Ainda não dá para saber como será, mas esperamos que Rambo: Até o Fim tenha cenas de ação à altura da franquia. É o que os fãs merecem.

Mudanças no personagem

Sim, Sylvester Stallone sabe desenvolver o personagem de Rambo, mas qualquer mudança gigantesca à essa altura do campeonato poderia prejudicar a franquia para sempre. Será que ainda existem lados de John Rambo que não conhecemos? Será que o personagem será apresentado como alguém totalmente diferente, depois de 11 anos?

Descobriremos em 19 de setembro, dia em que Rambo: Até o Fim chega nos cinemas brasileiros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio