Toda série que dura muito tempo acaba tendo tramas irrelevantes. The Vampire Diaries não é uma exceção.

Ao longo das oito temporadas, os roteiristas de The Vampire Diaries produziram diversas histórias interessantes, mas também foram responsáveis pela criação de tramas totalmente desconexas e fracas, personagens secundários que não vão a lugar algum e histórias que se alongaram por tanto tempo que acabaram enjoando os fãs mais apaixonados.

Pensando nisso, o ScreenRant listou as 7 piores tramas de The Vampire Diaries.


A mãe dos Salvatore

Todos sabiam da história dos irmãos Salvatore, até a sexta temporada de The Vampire Diaries adicionar mais um elemento irrelevante para essa origem, que foi a introdução da mãe deles, Lily Salvatore.

A narrativa de que os irmãos Salvatore não sabiam que sua mãe era uma vampira – e Estripadora – que sobreviveu por séculos, não faz sentido nenhum e só mostra como os roteiristas de The Vampire Diaries perderam a mão. No fim, a presença de Lily na história não acrescentou nada e acabou sendo mais uma repetição de histórias e temas já vistos na série.

O casal Tyler e Caroline

O casal Tyler e Caroline foi certamente um dos piores – se não o pior – de The Vampire Diaries. Além de terem ficado juntos por tempo demais, no fim das contas a realidade é que a união deles simplesmente não fazia sentido. Qualquer casal era melhor.

Bonnie se sacrificando para trazer Jeremy de volta

Ok, se sacrificar combina com o personagem de Bonnie, mas Jeremy morre e retorna à vida tantas vezes em The Vampire Diaries que esse momento acabou sendo bem fraco dramaticamente. Sim, Jeremy era um personagem muito amado, mas os roteiristas precisavam mesmo ficar repetindo a mesma história para o personagem?

Katherine conhecendo sua filha

A trama em que descobrimos que Katherine é mãe é bem interessante e ajuda a explorar um lado desconhecido e mais humano da personagem. O problema é que não satisfeita com isso, The Vampire Diaries decidiu introduzir a versão adulta – e vampira – da filha de Katherine.

Além disso não ter acrescentado nada para a história de The Vampire Diaries, toda a emoção da cena em que Katherine perde seu bebê acabou sendo anulada por essa trama.

Cade governando o inferno

Cade foi uma espécie de personagem “tampão” até que Katherine assumisse sua posição como governante do inferno. Introduzido na oitava temporada de The Vampire Diaries – e morto na mesma – Cade nunca foi relevante e nunca interessou os fãs da série, o que é uma pena.

Alaric se tornando um Original

Esther transformar Alaric em um “Original” é uma das coisas mais ridículas que The Vampire Diaries já fez. Qual é o propósito para a história o fato dos Originais existirem se novos podem ser criados? A palavra “original” deixa implícito que eles são de uma longa e antiga linhagem, e criar novos personagens com esse status estraga totalmente o conceito estabelecido.

Stefan e Caroline se casando

Muita gente queria ver Caroline e Stefan se casando e o final de The Vampire Diaries trouxe isso… apenas para tirar tudo dos fãs no final. Minutos depois do casamento, a série dá indícios de que Caroline e Klaus serão um casal, apenas para introduzir a trama dos dois derivados, Legacies e Os Originais.

Ou seja, o casamento de Stefan e Caroline basicamente teve que ser esquecido pelos fãs de The Vampire Diaries – ou pelo menos essa era a intenção dos roteiristas.