Alguns dos exemplos mais clássicos e brilhantes de heroísmo no mundo dos quadrinhos pertencem aos heróis do Universo DC.

Batman, Superman, Mulher-Maravilha e outros foram alguns dos primeiros pilares da indústria. No entanto, esses personagens nem sempre permaneceram super-heróis.

Com tantos exemplos memoráveis, aqui estão as dez versões malignas de super-heróis da DC mais poderosas de todos os tempos.


Super-Mulher

Embora tenha havido muitas versões da Super-Mulher, a versão mais notável do mal é a associada com o Sindicato do Crime. Revelada como sendo da Terra-3, Super-Mulher é uma contraparte maléfica da Mulher-Maravilha.

Ela usa seu laço não para revelar a verdade, mas forçar as vítimas a revelar as verdades mais constrangedoras e humilhantes em suas vidas.

Coruja

Embora, ultimamente, os leitores da DC Comics tenham visto uma infinidade de versões malignas do Batman, a mais notável é o Coruja, o Batman do Sindicato do Crime da Terra-3.

Nascido Thomas Wayne Jr., ele sobreviveu enquanto sua mãe e irmão mais novo Bruce foram mortos no ataque do beco.

Anel Energético

Outro membro do Sindicato do Crime da Terra-3, que é uma versão maligna do Lanterna Verde, é o Anel Energético.

Nessa realidade, o vilão obtém seu poder de um monge tibetano. Seu anel é mais como uma “maldição”.

Grid

Esta versão maléfica é única porque se originou de um dos heróis. Um software poderoso que queria que Ciborgue acessasse informações sobre meta humanos, Grid adquiriu um corpo próprio ao se juntar ao Sindicato do Crime.

Como parte do grupo, o vilão ajudou a dominar o mundo.

Mulher-Maravilha de Flashpoint

Uma linha do tempo que trouxe o pior dos heróis da DC foi Flashpoint. Um dos vilões era a Mulher-Maravilha. Nessa realidade, ela deveria se casar com Aquaman, mas sua mãe foi assassinada no dia do casamento.

Acreditando que Atlântida era responsável, ela declarou guerra entre Atlântida e as amazonas. Ela acabou com a vida de muitas pessoas inocentes durante a guerra.

Superman de Entre a Foice e o Martelo

Uma popular série de quadrinhos de realidade alternativa introduziu um Superman diferente, e essa série ficou conhecida como Superman: Entre a Foice e o Martelo.

Nesta história, em vez de aterrissar no Kansas, o Superman aterrissou na Ucrânia e se tornou um agente da União Soviética.

Parallax

Uma das transformações mais proeminentes de um herói em um vilão no Universo DC pertence a Hal Jordan, também conhecido como Lanterna Verde.

Durante os anos 90, após a destruição de Coast City, Hal se desiludiu com a Tropa dos Lanternas Verdes, e acabou destruindo Oa, tornando-se o vilão Parallax e atormentando o universo por anos.

Morte Vermelha

Uma das versões mais malignas do Batman foi um dos vilões recém-introduzidos do Universo DC, Morte Vermelha. Bruce Wayne da Terra 52, Morte Vermelha surgiu depois que sua mente ficou perturbada após a perda de todos os seus aliados.

Ele basicamente usou o Flash para conseguir chegar à Força de Aceleração, ficando super-veloz.

Ultraman

Um vilão que literalmente se tornou o oposto de seu equivalente heroico foi Ultraman, o Superman do Sindicato do Crime da Terra 3.

Neste mundo, Superman veio de uma Krypton que não explodiu, e ganhou seu poder da radiação da kriptonita, não do sol da Terra.

Batman que Ri

A versão mais maligna de um super-herói da DC é o Batman que Ri. Este Bruce Wayne foi infectado por ninguém menos que o Coringa, o vilão mais cruel e maligno do Universo DC.

O sangue do Coringa infectou Bruce, transformando-o numa versão ainda mais sombria de si mesmo.