Só para os fortes: As cenas mais violentas de Supernatural

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Supernatural tenta ao máximo manter suas tramas “limpas”, sem grandes momentos de violência. A estratégia, é claro, serve para atrair uma parcela maior do público.

Mesmo assim, a série já contou com icônicas sequências de violência, envolvendo tópicos que deixariam qualquer fãs de filmes “gore” animado. De mutilações a canibalismo, Supernatural contou com cenas bizarras para todos os gostos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O site Looper listou as cenas mais violentas e sangrentas da história de Supernatural; confira abaixo!

Órgãos

Na terceira temporada de Supernatural, Sam luta ao máximo livrar Dean da perdição eterna. Em sua busca, Sam encontra Doc Benson, um homem que tenta viver para sempre substituindo seus órgãos quando eles param de funcionar. Todas as cenas que mostram Doc “colhendo” novos órgãos são bastante violentas, mas nenhuma chega aos pés do momento em que o vilão tenta arrancar o olho de Sam.

Tortura natalina

Cenas de tortura sempre são difíceis de presenciar. Em um dos episódios natalinos de Supernatural, os irmãos Winchester vão parar na casa de dois deuses pagãos que assumem a identidade de um simpático casal de velhinhos. Durante a “estadia” dos caçadores no covil dos vilões, Sam tem a unha arrancada e Dean perde um dente.

Lâminas e magia negra

Em um dos episódios especiais de Halloween de Supernatural, a primeira cena é com certeza mais impactante. O episódio do Samhain abre com a imagem de um homem vomitando lâminas de barbear após comer doces do Dia das Bruxas.

O Cão do Inferno

No final da teceria temporada de Supernatural, Dean é obrigado a confrontar o resultado de seu pacto, na forma de um sinistro Cão do Inferno. Enquanto Sam tenta confrontar Lilith, Dean é mutilado e arrastado para o submundo pela criatura. Além de ser extremamente violenta, a cena carrega uma grande carga emocional.

Metamorfose

O episódio “Metamorphosis”, da quarta temporada de Supernatural traz algumas das cenas mais nojentas da saga. Jack começa o episódio como um humano normal, até que é acometido por uma fome voraz por carne crua, e com o tempo, humana. O personagem era na verdade um Rugaru, bizarra criatura antropofágica. Quando o caçador Travis confronta Jack e sua família, o monstro não tem outra opção: ele come grande parte do corpo de Travis, começando pelo pescoço.

Uma inocente ida ao dentista

Nas 15 temporadas de Supernatural, Sam e Dean já enfrentaram várias criaturas divinas. Entre elas, Veritas, a deusa romana da verdade. Com o poder de fazer qualquer um confessar os segredos mais profundos, Veritas faz com que um pedófilo confesse a um dentista que abusou de sua filha. O que se sucede é uma cena sangrenta no qual o abusador tem o crânio furado por uma broca odontológica.

Canibalismo mútuo

Em Supernatural, até mesmo uma data inocente como o Dia dos Namorados ganha contornos sinistros. No episódio que traz a primeira aparição do Cavaleiro da Fome, um casal leva “mordidas de amor” muito a sério e começa literalmente a se comer. A cena termina em uma verdadeira lambança, com sangue, tripas e carne por todos os lados.

Supernatural exibe atualmente sua 15ª e última temporada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio