No universo de Star Wars, tanto no cinema quanto em séries de TV e games, armas sempre foram uma fonte de inovação.

Com a estreia de A Ascensão Skywalker, reunimos aqui as armas mais poderosas da saga criada por George Lucas.

Confira abaixo.


Estrela da Morte

Uma das principais armas imperiais ao longo da trilogia original (e do derivado Rogue One), a Estrela da Morte é uma estação bélica. Capaz de viajar à velocidade da luz e comportar milhares de tropas, a ambiciosa construção tem poder de fogo capaz de destruir planetas inteiros.

Base Starkiller

Após a queda do Império, a Primeira Ordem também olhou para o passado na hora de construir sua grande arma bélica. A Base Starkiller tira energia do sol para gerar um raio capaz de viajar pela velocidade da luz e destruir múltiplos planetas e estruturas. Mas, assim como a Estrela da Morte, tem uma fraqueza fácil de ser explorada.

Armada Sith

Em A Ascensão Skywalker, o Imperador Palpatine retorna com uma ajuda de peso: uma misteriosa armada de destróieres imperiais. Além de trazerem poder de fogo com canhões de íon, cada cruzador traz um raio capaz de destruir planetas.

Sabre Negro

Antes dos eventos da Guerra Civil Galáctica, Tarre Vizsla, o primeiro mandaloriano que se tornou Jedi, forjou uma arma mais poderosa do que o sabre de luz. A diferença do sabre negro é que ele assume a forma de uma katana japonesa, sendo mais poderoso e quase indestrutível.

Superarma Malachor

Durante os eventos de Rebels, os personagens descobriram histórias do mundo antigo de Malachor, onde uma grande calamidade ocorreu. Lá, um templo sombrio escondia a capacidade de transformar todos ao redor em pedra, graças ao poder gerado por cristais Kyber.

Bomba de Electro-Próton

Durante as Guerras Clônicas, a República desenvolveu uma arma poderosa para enfrentar o crescente exército de dróides dos Separatistas. A Bomba de Electro-prótons transmite uma onda capaz de desativar todos os droides, sem afetar as armas republicanas.