Com 2019 chegando ao fim, chegou a hora de fazer o balanço de seu gênero mais popular: os super-heróis, mais representados por Marvel e DC.

Aqui, montaremos nosso ranking de pior a melhor dos filmes de super-heróis de 2019.

Confira abaixo.


8. Hellboy

O filme de Neil Marshall já nasceu condenado, afinal ninguém pediu por um reboot: os fãs queriam o terceiro filme de Guillermo Del Toro. No lugar, tivemos um filme desleixado, mal feito e que figura entre os piores lançamentos do ano. Nem mesmo David Harbour, perdido na maquiagem, pôde trazer carisma ao personagem.

7. Brightburn: Filho das Trevas

A ideia por trás de Brightburn é maravilhosa: explorar as consequências de um bebê alienígena que, ao invés de se tornar o Superman, vira um vilão incontrolável e perigoso. Perdido em meio a slasher e drama familiar, o filme produzido por James Gunn desperdiça a ideia com um roteiro previsível, um elenco nada inspirado e uma direção irregular.

6. Capitã Marvel

A Marvel Studios finalmente trouxe seu filme solo protagonizado por uma heroína, apostando na figura de Brie Larson. Infelizmente, a talentosa atriz teve um material escasso para trabalhar, já que Carol Danvers é uma das figuras mais sem graça do MCU. Não ajuda que Capitã Marvel traga uma dos piores trabalhos de direção que o MCU já viu recentemente, desperdiçando o potencial de uma trama de paranoia e invasão alienígena. Decepcionante.

5. X-Men: Fênix Negra

Adianta chutar cachorro morto? O novo filme dos X-Men já nasceu praticamente condenado, afinal foi lançado logo depois que a Disney comprou a Fox. Apesar de alguns momentos inspirados (missão espacial) e uma trilha sonora fantástica, Fênix Negra desperdiça o formidável elenco em uma trama monótona e que soa insuportável graças à direção completamente automática de Simon Kinberg. Um fim trágico para os mutantes.

4. Homem-Aranha: Longe de Casa

Apesar de ter Homem-Aranha no titulo, Longe de Casa parece ser inteiramente sobre Tony Stark. O novo filme estrelado por Tom Holland tem uma boa performance central e um vilão formidável na pele de Jake Gyllenhaal, mas é prejudicado por uma trama que insiste na tecla do falecido Homem de Ferro, um trabalho de direção nada brilhante e as piadas mais irritantes do ano. Não contem com minha presença na estreia do próximo Homem-Aranha Disney Channel.

3. Shazam!

Fugindo radicalmente do épico ou das sombras que marcam seu passado, a DC voltou os olhos para a escala menor e mais intimista com Shazam! O longa de David F. Sandberg abraça o espírito matinê e garante uma experiência calorosa e adorável, especialmente pelo elenco liderado pelo carismático Zachary Levi.

2. Vingadores: Ultimato 

Os fãs investiram 11 anos para que a Marvel entregasse um grande desfecho com Vingadores: Ultimato, um dos grandes fenômenos do ano. É um filme épico, divertido e que entrega tudo o que os fãs queriam, contando com uma boa variação de humor e ação.

1. Coringa

Uma das grandes surpresas do ano, tanto em recepção crítica quanto bilheteria. A história de origem sombria do maior vilão dos quadrinhos ganhou um retrato poderoso com Joaquin Phoenix, posicionando-se para o Oscar e prometendo sacudir a indústria após seu sucesso. Um estudo de personagem sensacional, e que triunfa por sua visceralidade e perfeição técnica.