Apesar de ser um herói, o Batman é um dos personagens mais complexos e sombrios da DC e dos quadrinhos em geral.

Com traumas de infância, tentativas de assassinato e planos macabros, o Batman se consolida como um dos heróis mais complexos que o mundo já viu. O site CBR listou 10 motivos que mostram como o Batman é um herói sombrio.

Morte dos pais

A origem do Batman é um dos elementos mais complexos de sua história. A morte de Thomas e Martha Wayne, pais de Bruce que são assassinados em sua frente, atormentam o herói até a sua vida adulta, moldando de forma trágica a personalidade desse herói.


Rindo com o Coringa

Em A Piada Mortal, o Coringa finalmente consegue tirar uma risada do Batman. Em um dos momentos mais sombrios da DC, o Coringa faz uma piada após paralizar Barbara Gordon brutalmente.

Esse momento mostra como a relação do Batman com o Coringa é conturbada e complexa. Por mais que o Coringa se mostre brutal, o Batman não consegue mata-lo.

Matando criminosos

Nos quadrinhos, o Batman tem uma única regra: Não matar.

Em Batman Vs Superman (2016), essa regra é quebrada pelo Batman interpretado por Ben Affleck, que ataca brutalmente os gângsteres contratados por Lex Luthor.

Passado brutal

Quando estreou na DC, o Batman era bem parecido com a versão interpretada por Ben Affleck que vimos no cinema. Na época de Detective Comics #27, de 1939, HQ em que o Batman aparece pela primeira vez, o herói costumava matar os criminosos de Gotham sem a menor compaixão.

A morte de Jason Todd

A morte de Jason Todd em 1988 é até hoje um dos maiores eventos da história da DC. Atraído pelo Coringa, Todd vai até um galpão vazio, onde ele é brutalmente assassinado pelo palhaço. Esse evento é um dos mais traumatizantes e sombrios da história do Batman.

Jogar um vilão no ácido

Como citamos acima, o Batman era bem cruel em suas primeiras histórias. Em Detective Comics #27, o Homem Morcego joga um vilão em um recipiente com ácido, matando-o brutalmente. Posteriormente, essa história acabou virando a origem do Coringa em algumas HQs.

O treinamento brutal de Robin

O Batman passou por um duro treinamento nas mãos de Ra’s al Ghul e é esse mesmo treinamento que ele dá para Dick Grayson, um dos Robins da DC.

Fica o destaque especial para as HQs de Frank Miller, que mostram o Batman tratando o pobre Grayson de uma forma extremamente violenta.

O beijo do Batman e da Canário Negro

Na mesma HQ de Batman & Robin citada acima, Frank Miller também cria outro evento sombrio para o Batman. Depois de derrotar criminosos ao lado da Canário Negro, os dois compartilham de um longo e doce beijo. Um beijo dado em frente a pessoas em chamas. Cruel, não é mesmo?

O quase assassinato do Coringa

O Batman sempre se recusa a matar o Coringa, mas em Batman: Silêncio ele chega perto de quebrar sua regra. Com bastante ódio, o Homem Morcego acaba contido pelo Comissário Gordon, mas esse evento mostra como há dentro dele um lado violento e cruel.

O plano de emergência

Em Liga da Justiça: Torre de Babel, Ra’s al Ghul descobre o plano de emergência do Batman, que consiste em diversas formas de destruir e incapacitar os membros da Liga da Justiça.

Com medo do grupo sair do controle, o Batman criou um plano secreto para eliminar os seus próprios companheiros, caso isso fosse necessário. Isso só mostra como o Batman é sombrio, apesar de seu lado heróico.