Vingadores: Ultimato definitivamente é a aventura com super-heróis de maior escala da história do cinema.

Naturalmente, como em toda narrativa, tivemos pontos positivos e negativos. Abaixo, você confere 3 coisas que não foram tão boas em Vingadores: Ultimato.

Confira:


O novo Thanos

Thanos é morto por Thor logo no início, mas quando a versão de 2014 descobre o que os super-heróis estão fazendo, ele viaja até os dias atuais para obter as Joias do Infinito e criar um novo universo à sua imagem.

É uma ideia inteligente, mas podiam ter apresentado uma nova ameaça em vez de reutilizar Thanos, especialmente quando sua história termina no primeiro ato.

Heróis sem muito tempo de tela

Vingadores: Ultimato realmente é muito focado nos seis Vingadores originais. Quando os super-heróis mortos por Thanos retornam, participam da briga do terceiro ato e aparecem no funeral de Tony Stark, mas não fazem muito além disso. É um pouco decepcionante como Doutor Estranho, por exemplo, é subaproveitado considerando todo o tempo em que apareceu em Vingadores: Guerra Infinita.

O papel pequeno da Capitã Marvel

A Capitã Marvel surge durante o primeiro ato, mas desaparece por um bom tempo até retornar durante a batalha final de Vingadores: Ultimato. A super-heroína teve alguns momentos para brilhar, mas nada perto do que havia sido prometido. Considerando que Vingadores: Ultimato foi escrito bem antes de Capitã Marvel, os roteiristas podem não ter considerado que o longa se tornaria um grande sucesso de bilheteria.