ALERTA DE SPOILERS

Manifest: O Mistério do Voo 828 faz grande sucesso com a trama misteriosa. Parte dele pode ser explicado por conta de uma grande inspiração, a série Lost, uma queridinha dos fãs brasileiros.

Além disso, Manifest pega um pouco de inspiração em mistérios reais. A série faz uma clara referência ao Voo Malaysia Airlines 370, que desapareceu no sul do Oceano Índico e nunca mais foi encontrado.

No seriado, o Voo 828 quase tem um destino semelhante. Uma aeronave desaparece e cinco anos depois, quando todos achavam que ela tinha caído em um lugar impossível de ser encontrado, os passageiros reaparecem.


Essas pessoas precisam voltar a vida, mas Manifest deixa algo no ar. Há um mistério que precisa ser resolvido: o que aconteceu com o avião?

Ao longo dos 16 episódios da 1ª temporada, muitos desses mistérios são tocados. Confira abaixo as principais revelações do primeiro ano de Manifest.

Os mistérios de Manifest

O capítulo final da 1ª temporada de Manifest, Estimated Time Of Departure, coloca mais mistérios na série – mesmo que algumas respostas. Tudo começa com James Griffin (Marc Menchaca) se tornando um herói nacional.

Ele passa três dias submerso até que recebe um chamado e conta sobre o local de um atentado terrorista. James conseguiu trocar a liberdade por dizer onde estava a bomba.

Em uma coletiva, James decidiu que contaria como muitos passageiros do voo 828 voltaram – com poderes sobrenaturais. Zeke (Matt Long) e outros são chamados para impedi-lo.

Porém, algo acontece. James se afoga em uma calçada de Nova York. Como? Ninguém consegue entender. O que é interessante é que o personagem morre 82 horas e 8 minutos depois de ter sido resgatado – o mesmo tempo que ele ficou submerso.

O que os personagens entendem é que usar o chamado para ganhar dinheiro ou obter vantagens é uma maneira de chamar a morte para si.

O avião e os desenhos de Cal

A 1ª temporada termina sem dizer o que aconteceu com o avião, o que é decepcionante para os fãs. Porém, traz uma resposta.

Os passageiros tem 5 anos e meio de vida – o mesmo tempo em que ficaram sumidos. A teoria de que o voo 828 é um experimento temporal do governo perde força e o que todos se prendem é que os desenhos de Cal (Jack Messina) podem ter respostas.

Em um deles, os personagens descobrem quando vão morrer. O pavão, o símbolo de Gêmeos e o dragão de madeira de um desenho significam a data de 2 de junho de 2024.

Em outro desenho, Cal indica ainda que mais três passageiros podem morrer antes da hora.

Gravidez de Grace e o pai

O final da 1ª temporada também reforça que o pai do bebê de Grace (Athenas Karkanis) é Danny (Daniel Sunjata). Ben (Josh Dallas) retornou no momento que Grace engravida, o que descarta a possibilidade dele ser o pai.

Conspiração do governo

Se a teoria sobre o experimento temporal perde força em Manifest, outra ganha muito mais. A série indica que o governo dos Estados Unidos sabe mais do que aparenta.

Tudo é visto quando Saanvi (Parveen Kaur) tenta procurar ajuda por conta dos eventos de Manifest. A psiquiatra que aparece para o personagem é simplesmente a Major (Elizabeth Marvel).

Mais uma morte em Manifest

Como não podia deixar de ser diferente, a 1ª temporada de Manifest termina com um mistério.

Jared (J. R. Ramirez) e Zeke brigam por causa de Michaela (Melissa Roxburgh). Os dois têm armas na mão.

Quando Michaela entra em casa, o revólver dispara. No entanto, Manifest acaba sem mostrar quem levou o tiro.

A 2ª temporada de Manifest foi exibida nos Estados Unidos, mas ainda não tem previsão para o Brasil. O 1° ano da série está disponível no Globoplay e também está sendo exibido pela TV Globo às terças.

Manifest já tem uma terceira temporada garantida.