ALERTA DE SPOILERS

O filme Power apresenta um mundo diferente de heróis na Netflix. Nesse caso, os poderes são ganhos com uma pílula – que está mais para uma droga.

As regras dessa droga são fáceis de entender. Cada usuário ganha um poder, sem saber qual é, e tem 5 minutos para aproveitá-lo.

Ao longo de Power, fica claro que os poderes surgem de um experimento do governo. A fonte deles é Tracy (Kyanna Simpson), a filha do Major, vivido pelo astro da Marvel Jamie Foxx.


Ela nasceu com poderes após o pai dela passar por experimentos. Assim, os vilões querem descobrir como dar habilidades permanentes para as pessoas.

Sobre os poderes que existem, o que também fica claro é que a pílula ativa uma parte escondida do DNA. As habilidades são baseadas em características de animais, até por isso os poderes do filme Power parecem absurdos.

Aqui entra a parte principal da explicação. A parte ativada do DNA reflete em um rastro que já existe nos animais – e é assim que surge a origem das habilidades.

A melhor explicação para os tipos de poderes é encontrada com Biggie, o personagem de Rodrigo Santoro. O fornecedor conta quais são as habilidades mais comuns que podem surgir.

Termorregulação

A primeira habilidade a aparecer no filme é a da termorregulação. Alguns animais conseguem controlar a temperatura, já para os humanos pode ser um pouco difícil.

Primeiro, esse poder aparece com Newt (Machine Gun Kelly), que fica em chamas ao tomar a pílula – depois ele se explode com uma overdose. Depois, uma usuária testada por Biggie se congela por conta desse perigoso poder.

Invisibilidade

No começo do filme, o policial Frank (Joseph Gordon-Levitt) lida com um assalto a banco. O ladrão é invisível, ou quase isso.

O poder é como a camuflagem de um camaleão. Assim como a termorregulação, a habilidade tem um ponto fraco, já que o que o ladrão segura não fica invisível.

Resistência

O próprio Frank toma a pílula para lidar com os bandidos. O poder dele é útil, já que a pele dele fica resistente e o policial se torna à prova de balas.

Propriedade de cura

Talvez o poder mais incrível seja o de Tracy. Como é visto no final do longa da Netflix, ela pode curar outras pessoas.

Porém, ela não é a única. Antes, o traficante Cuello (Azhar Khan) mostra que também se recupera ao tomar a pílula. Essa é a forte ligação do filme com lagartos, que como é explicado por Biggie, tem a habilidade de se regenerar.

Ganhar altura

Em Power, os fãs descobrem o significado do apelido do personagem de Rodrigo Santoro, Biggie (Grandão). Ao tomar a pílula, ele fica gigante. O personagem vira praticamente uma versão medonha do Hulk, da Marvel.

Porém, a habilidade vem sozinha. Biggie é explodido e morre, mostrando que não tem resistência também.

Flexibilidade

Mais uma vez Frank enfrenta um poder diferente. Um dos seguranças dos vilões fica flexível ao tomar a pílula, quase como um homem-elástico.

Super força

O poder mais comum para heróis também aparece. Há pessoas que ganham super força com a pílula, como o principal segurança da Teleios, organização que comandava os experimentos.

Armas próprias

A explicação de Biggie adiantou outro poder, que vem de uma espécie de sapo, que quebra os próprios ossos para usar como arma ou para sobreviver na natureza. Isso é visto na prática com o outro agente da Teleios, que tem a batalha final contra o Major.

O poder mais raro

Os poderes são baseados em animais. Assim, o Major tem uma habilidade única: a do camarão-pistola ou camarão-de-estalo, que mata os inimigos com uma garra que produz um estalo poderoso. O personagem de Jamie Foxx tem no DNA rastros semelhantes a dessa espécie, assim ele tem o maior poder de todos.

O que aconteceu no final é que o Major começou a criar e lançar ondas de força contra os inimigos, como se fosse o estalo do camarão, em maior escala – claro. A habilidade é tão poderosa que Tracy precisa curar o pai para ele voltar a viver.

Por fim, além de todos as habilidades, há a de super velocidade. Nenhum personagem do filme da Netflix aparece com ela, mas em um relato na rádio que o Major ouve, o DJ conta sobre um homem correndo mais rápido que um ônibus.

Power está disponível na Netflix.