A Netflix disponibilizou recentemente em sua plataforma a animação Emoji: O Filme, lançada originalmente nos cinemas em 2017. Desde sua estreia, o longa conseguiu se manter entre os mais assistidos do serviço de streaming, surpreendendo especialistas em cinema e o público em geral.

Isso porque Emoji: O Filme é considerado uma das piores animações de todos os tempos. Na época de seu lançamento, o filme foi universalmente condenado como basicamente uma longa propaganda, sem história ou coração.

Até hoje, Emoji: O Filme tem apenas 7% de aprovação no Rotten Tomatoes. Sua bilheteria também não foi das melhores: pouco mais de 200 milhões de dólares no mercado mundial.


Confira abaixo algumas das razões que explicam o título de “pior animação do cinema” dado a Emoji: O Filme, de acordo com os próprios espectadores.

O tema

“Mesmo se o filme (por um milagre) acabasse sendo bom, ainda é um filme sobre Emojis! Acho que eles pensaram que como as crianças amam Emojis, um filme sobre o tema seria uma boa ideia. O conceito inteiro é estúpido. É impossível contar uma história inteira com apenas Emojis. Fui uma das pessoas que defendeu o filme do Lego pois Legos são feitos para contar histórias. Agora, Emojis são apenas carinhas em teclados de celular”.

As piadas

“Quer saber quantas vezes ri durante Emoji: O Filme? Zero! Nenhuma das piadas era engraçada ou criativa. Na verdade, a única parte remotamente cômica é quando Gene acidentalmente derruba um grupo de emoticons e eles se comportam como pessoas velhas. Fora isso, o filme não tem nada de engraçado.”

O ritmo

“Fui uma das pessoas que não entendiam por que o filme estava sendo tão criticado e detonado nas redes sociais. Para entender, assisti ao filme mais de uma vez e analisei todas as partes, finalmente compreendendo o que aconteceu. Emoji: O Filme é entediante, com uma história sem criatividade e com um ritmo extremamente chato.”

Merchandising

Emoji: O Filme é basicamente uma longa propaganda. Em todo momento, marcas e nomes de aplicativos são citados, isso quando as próprias aplicações não aparecem em primeiro plano. O longa foi obviamente um esforço coletivo de muitas empresas para conquistarem ainda mais o público infantil. O resultado é grosseiro e estranho.”

Os personagens

“Não gostei de nenhum personagem desse filme. A maioria era completamente insossa. Eles esperavam que o público se identificasse com o protagonista Gene, mas não conseguiram. Como faríamos isso? Não somos Emojis! Todos os personagens foram mal desenvolvidos.”

Forçado

Emoji: O Filme conta uma história extremamente forçada, feita para uma identificação simples com o público. É por isso que o filme usa tantas referências à vida real, e tenta a todo momento se tornar ‘mainstream’. Ao invés disso, todas as cenas são desconfortáveis.”

A animação

A animação não é exatamente mal feita, mas também não tem um pingo de criatividade. A única coisa que eles fizeram foi dar braços e pernas para os emojis do celular. Honestamente, qualquer um poderia fazer isso. Algo mais criativo poderia ter sido utilizado.”.

Emoji: O Filme está disponível na Netflix.